Opinião: Garena está pagando por um problema que ela mesma criou

Um assunto tem dominado o twitter e os grupos de Free Fire no Facebook, esse assunto é a regulamentação dos campeonatos “não-oficiais” pela Garena.

free-fire-emulador Opinião: Garena está pagando por um problema que ela mesma criou

Segundo informações supostamente vazadas, e que o site Free Fire Mania obteve em primeira mão, a Garena criou um conjunto de regras para os campeonatos de Free Fire.

O suposto conjunto de regras para campeonatos de Free Fire é este aqui.

1. O Campeonato deve ser julgado relevante e/ou estratégico pela Garena.

2. Concordância do organizador do Campeonato sobre a responsabilidade de garantir que todas as regras a seguir serão seguidas, durante a realização do Campeonato.

3. É proibida cobrança de inscrição no Campeonato.

4. É obrigatório transmissão exclusiva ou simultânea na BOOYAH!

5. Em caso de liberação de chat, garantir que haja moderação ativa durante a realização de todo o Campeonato.

6. Todos os participantes deverão seguir as regras de conduta descritas. Estão sujeitos a estas regras (bem como a suas consequências) os jogadores, técnicos, gerentes, donos de equipes, casters e staffs e qualquer outro membro de equipe e da organização do Campeonato.

Nos itens a seguir são descritas atitudes que, quando cometidas, poderão acarretar penalidades.

6.1 Conspirar

Participantes que conspirarem com outras pessoas, sejam outros participantes ou pessoas de fora da competição, com o intuito de enganar, trapacear ou ganhar qualquer tipo de vantagem, serão penalizados, podendo chegar à desclassificação da competição.

6.2 Hacking

Qualquer tipo de modificação no cliente do jogo, incluindo o uso de aplicativos de terceiros para ganhar alguma vantagem no jogo.

6.3 Apostas

É proibido qualquer tipo de aposta relacionada às competições da Garena Free Fire.

6.4 Compartilhar Conta

Usar a conta de outro jogador, permitir que usem a própria conta, ou de alguma forma incitar ou induzir que se jogue em uma conta de outra pessoa (mesmo sem intenção de fazê-lo).

6.5 Abuso de Bug

Tirar proveito de algum bug conhecido, para ter algum tipo de benefício.

6.6 Ver Outras Telas

Tentar obter informação indevida observando as telas de adversários, ou de casters, ou de transmissão, etc.

6.7 Ofensas

Participantes não podem usar linguajar obsceno, difamatório, vulgar, que insulte, ameace, ou portar-se de qualquer maneira ofensiva ou repreensível, nem promover ou incitar discursos de ódio. Essa restrição se aplica, mas sem se limitar, aos ambientes do estúdio, no jogo, eventos, entrevistas, redes sociais ou quaisquer outros meios eletrônicos.

Membros da equipe não podem fazer quaisquer gestos ou ter qualquer atitude, ou incitar que façam algo, que possa ofender, zombar ou insultar qualquer pessoa, seja um membro de equipe, alguém da equipe de produção do Campeonato, plateia, ou qualquer outra pessoa.

6.8 Respeito

Abusar/desrespeitar participantes, membros da Produção ou qualquer pessoa envolvida na realização do Campeonato.

6.9 Discriminação

Não serão aceitas ofensas, atitudes negativas ou qualquer tipo de desprezo à integridade ou dignidade de um povo, país, grupo, gênero, língua, etnia, cor de pele, religião, origem social, condição financeira, idade, orientação sexual, etc.

7. Não limitação de conteúdos ativos dentro do jogo (Proibição de armas, personagens, etc…), sem a prévia autorização da Garena.

8. As regras do Campeonato devem ser aprovadas pela Garena com pelo menos 10 dias de antecedência.

9. Para cada time participante no Campeonato deve existir, a todo momento, no mínimo, 2 jogadores mobile atuando na partida vigente.

10. Durante toda a duração do Campeonato é proibido o uso de nomes e/ou marcas de times que estejam jogando a série A e B da LBFF.

11. Não deve existir concorrência de audiência com eventos oficiais da Garena, tanto de horários como de dias.

12. A premiação total do Campeonato não pode superar 30% da premiação total da atual Etapa da LBFF.

13. Não é permitida a participação de jogadores e times da LBFF Séries A ou B, sem a prévia autorização da Garena.

14. Não utilização de narradores, comentaristas e outros membros ligados à LBFF.

15. Membros das equipes e da organização do Campeonato não podem fazer, incitar ou endossar declarações ou ações que tenham efeito prejudicial ao Free Fire, ou à Garena e seus afiliados, seja direta ou indiretamente.

16. O Campeonato reconhece e concorda que a Garena e as Entidades Garena detêm com exclusividade todos os direitos, titularidade e participações no nome da Garena e nos nomes das Entidades Garena , e em qualquer nome comercial, marca, ou símbolo utilizado pela Garena , por qualquer Entidade Garena , e qualquer abreviação ou contração deles, incluindo as marcas FREE FIRE®, GARENA® e seus logotipos associados, sejam registrados perante as autoridades competentes ou não; no Free Fire (incluindo todas as versões, aperfeiçoamentos, derivativos e suas sequências) e todo o conteúdo relacionado, dados e materiais desenvolvidos, exibidos, reproduzidos, jogados, ou de outra forma disponibilizados em relação ao Free Fire, incluindo a interface de jogo, os dados fornecidos ou coletados pelo Free Fire ou gerados a partir do jogo do Free Fire, incluindo informações de perfil de usuário e conta e estatísticas de jogadores coletadas pelas Entidades Garena ,o enredo e os nomes de personagens ou pessoas que aparecem ou são descritos no Free Fire, sejam esses protegidas como propriedade intelectual ou não; os nomes de locais, cenas, coisas e eventos descritos no Free Fire, sejam esses protegidos como propriedade intelectual ou não e frases curtas, dizeres curtos e outros do tipo que são usados no Free Fire, bem como quaisquer traduções equivalentes em idioma estrangeiro e combinações dos itens acima; quaisquer propagandas ou materiais promocionais criados ou utilizados em relação ao Free Fire, às Exibições, Atividades Promocionais ou Torneios; qualquer gravação em áudio ou vídeo, ou qualquer fotografia ou imagem digital de qualquer Atividade Promocional, Torneio ou Exibição e todo fundo de comércio, direitos autorais, direitos de marca (sejam essas registradas ou não) e outros direitos de propriedade intelectual e direitos proprietários relacionados a todos os itens acima .

17. Alinhar todos os termos deste acordo com jogadores e times antes do início do Campeonato e garantir que sejam cumpridos.

18. Não serão permitidas transmissões e/ou Campeonatos acontecendo no período de 2 semanas antes de cada “Final” de Campeonatos oficiais da Garena.

19. Todo e qualquer pedido de aprovação deve ser feito com no mínimo 10 dias antes do início do Campeonato.

Fonte: Free Fire Mania.

Segundo informações, esse conjunto de regras para campeonatos foi encaminhado apenas para os representantes das organizações e times de Free Fire.

Apesar de não citar diretamente emulador, o tal conjunto de regras possui uma parte bem específica que diz que: “cada time participante no Campeonato deve existir, a todo momento, no mínimo, 2 jogadores mobile atuando na partida vigente”.

Ao citar especificamente jogadores de mobile, o conjunto de regras deixa bem claro que as novas diretrizes dizem respeito também ao cenário de emulador.

Foi o que bastou para o assunto tomar de assalto as redes sociais. Tanto que vários fãs de Free Fire subiram a hashtag “garena desgraçada” no Twitter.

Muitos jogadores famosos de Free Fire se posicionaram contra o suposto conjunto de regras.

Uma das respostas ao comentário de Zaraki me chamou atenção: “Os mobile sempre são o problema”.

Mas pera aí? Free Fire é um jogo mobile gente!

Garena é a única culpada de não existir uma versão de Free Fire para PC

Já comentamos em outros artigos desde 2019 que é uma vergonha completa Free Fire ainda não possuir um cliente para PCs com Windows.

Essa polêmica não é nova. Em 2020, a Garena teve vários problemas com Regedit e Emuladores.  O assunto voltou à tona depois do enorme sucesso da “La Copa Free Fre”, evento organizado pelo influencer Nobru e a 3C Gaming.

Não tem desculpa! É simplesmente vergonhoso um jogo BILIONÁRIO como Free Fire não possuir uma versão para computadores.

Até jogos menos famosos da NetEase como Cyber Hunter e Ride Out Heroes possuem uma versão para computadores.

Free Fire deveria ter pelo menos fechado parceria com uma empresa de emuladores para ter um “emulador oficial”. Nem isso, a Garena se propôs a fazer.

Até mesmo a identificação para saber se um jogador está jogando Free Fire no emulador ou no celular, a Garena ainda está engatinhando.

A moral da história é simples.

Os jogadores, sejam eles de PC ou Mobile, não tem culpa da empresa não conseguir separar quem joga no emulador de quem joga no celular. Várias outras empresas de Battle Royale já fazem isso com tamanha excelência que é fácil jogar apenas com quem tem celular ou com quem está no PC.

Já passou da hora da Garena fazer o mesmo.

Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *