Aniversário do Free Fire: conheça a História do game que virou febre no Brasil

Free Fire é o Battle Royale mais popular no Brasil, e um dos mais populares no mundo.

O game lançado no Android e iOS foi criado por uma produtora do Vietnã chamada 111dots Studio. Rapidamente o “frifas” conquistou o mundo. Mas se o jogo estreou na Google Play e App Store em dezembro de 2017, por que ele está comemorando aniversário de 3 anos em agosto? Vamos descobrir!

free-fire-historia Aniversário do Free Fire: conheça a História do game que virou febre no Brasil
A história de Free Fire.

– De volta a 2017 :  a corrida para criar o primeiro battle royale para celular

Essa é uma história que acompanhamos bem de perto. A corrida das desenvolvedoras para criar o primeiro Battle Royale dos celulares.

Na época, ninguém nem usava esse termo, Battle Royale, era comum games desse gênero serem apelidados de “Battlegrounds”.

Lá pelo começo do ano de 2017, PUBG já despontava nos PCs como um excelente e viciante multiplayer. O gênero Battle Royale já existia, mas foi com PUBG que ele se popularizou em larga escala.

Um “PUBG” para celulares era algo esperado, mas ninguém imaginava o que ia acontecer.

Vale lembrar: não havia nenhuma informação de que a versão mobile de PUBG seria lançada em 2018.  (os rumores da versão mobile de PUBG começaram apenas na segunda metade de 2017).

O território estava aberto, e sem defesas para que, quem quisesse, podia lançar um jogo desse gênero no mobile. Era sucesso na certa, a procura era grande.

Porém na época havia muita limitação técnica, e até de conhecimento mesmo, dos desenvolvedores. Ninguém entendia direito com criar um jogo 3D sandbox multiplayer para dezenas de jogadores.

Nesse artigo não vamos abordar os games da NetEase (Rules of Survival e Knives Out). Como o foco do artigo é Free Fire, iríamos perder muito tempo explicando jogos de outra empresa, o que não faria muito sentido.

A 111dots Studio criou Free Fire para competir com Bullet Strike da Horus Entertainment. As duas empresas lutavam cabeça a cabeça para ver quem iria lançar o primeiro Battle Royale na Google Play.

bullet-strike-battlegrounds-android-ios Aniversário do Free Fire: conheça a História do game que virou febre no Brasil
Bullet Strike, o eterno “Free Fire que não deu certo”.

A primeira versão de Free Fire foi ao ar em agosto de 2017. Quando o jogo nem sequer era da Garena. Essa primeira versão, em beta ainda, é que está sendo comemorada como o aniversário do game!

O 111dots lançou a versão em teste beta de forma completamente independente.

A primeira versão em inglês chegou em outubro aquele mesmo ano. Em APK ainda. Esse APK de Free Fire ficou liberado assim para o público do mundo todo durante todo o mês de novembro. Recebendo várias atualizações, dentre elas, a tradução para o português.

O primeiro teste beta que apareceu por aqui em 27 de setembro de 2017, ainda no idioma vietnamita.

Free Fire era o único game mobile que tinha a experiência completa. Tinha o avião e você saltava de paraquedas. Os outros jogos de Battle Royale mobile, devido a capacidade dos smartphones na época, cortavam um ou outro elemento, o que terminava descaracterizando o gênero.

Bullet Strike: Battlegrounds, apesar do imenso hype gerado, sucumbiu devido as suas próprias falhas como bugs e tiroteio problemático. O jogo é eternamente lembrado como o “Free Fire que não deu certo”.

E tiveram muitas outras empresas que tentaram e ficaram pelo caminho. Free Fire foi o único que fez sucesso no final de 2017 e começo de 2018. Mas isso é assunto para um outro dia, e outro artigo.

Conteúdo em vídeo:

– O lançamento

free-fire-apk-android Aniversário do Free Fire: conheça a História do game que virou febre no Brasil
Primeira versão de Free Fire.

No começo, Free Fire suportava apenas 20 jogadores online. Depois o game foi atualizado para 30 e depois 50 jogadores.

Antes do lançamento global, a Garena, que era líder na publicação de games no sudeste asiático, já havia adquirido os direitos do jogo. A intenção era regionalizar rapidamente o título para um lançamento global.

No processo, a publicadora também incorporou o 111dots Studio que continua até hoje como parte da Garena.

O lançamento aconteceu no dia 4 de dezembro de 2017. Dessa vez disponível na Google Play e App Store. O jogo já chegou em português bonitinho e redondinho.

A primeira versão de Free Fire pesava apenas 25 MB e tinha suporte a aparelhos com Android 4.0, com arquitetura 32bits e até 768 MB de memória RAM.

Por muito tempo, o game usou o subtítulo “Battlegrounds”. Esse era um dos termos mais buscados no Google e na Play Store. Os criadores de Free Fire souberam se aproveitar disso para que os jogadores achassem seu game facilmente. No meio de 2018, o jogo mudou seu nome para Garena Free Fire.

– O sucesso

Free Fire foi um sucesso imediato. Como já falamos, era o único que trazia a experiência de um Battle Royale pra palma da mão.

Poucos meses depois do lançamento, em janeiro de 2018, Free Fire já era líder de downloads em 22 países. Dentre eles, ficou evidente que o jogo era sucesso no Brasil. Não demorou muito pra Garena perceber isso e dar a devida atenção ao público Brasileiro.

O game reinou por muito tempo como o Battle Royale absoluto dos mobile.

free-fire-faturamento-maio-2020 Aniversário do Free Fire: conheça a História do game que virou febre no Brasil
Free fire conta com milhões de downloads mensais.

Um dos grandes destaques era a leveza, fruto do aprendizado com seu ex-rival Bullet Strike.

E sim, Free Fire continuou reinando mesmo depois de PUBG Mobile ser lançado no ocidente, em março de 2018.

Apesar de PUBG Mobile ser tecnicamente superior, Free Fire ganhava mais e mais fãs por ser leve. O jogo da Garena rodava literalmente em qualquer smartphone. Free Fire nunca se apresentava como “incompatível” na Google Play.

Mas não foi apenas pela leveza. Free Fire tinha partidas mais curtas. A Garena sempre ouviu a comunidade e foi com esse feedback que foram melhorando o jogo e praticamente o moldando para a realidade brasileira.

Free Fire já foi baixado mais de 450 milhões de vezes. Em maio de 2020, ele atingiu a incrível marca de 80 milhões de ativações diárias.

Leia também:

10 Curiosidades Incríveis sobre Free Fire

Este jogo pode ser o “Free Fire 2”. Conheça!

Free fire: comunidade no Piauí organiza campeonato beneficente

– A explosão no eSports

Free-Fire-World-Series-campeonato-mundial-final-2019 Aniversário do Free Fire: conheça a História do game que virou febre no Brasil
Foto: Garena (Reprodução)

E pra onde vai esse sucesso todo? O próximo passo óbvio foi a consolidação no ramo do eSports. E assim a Garena o fez.

Free Fire é o Battle Royale mais assistido da atualidade. A sucesso foi tão gigantesco que transmissões como a final da World Series 2019 literalmente quebraram a internet. E a gente estava lá!

– Conclusão

Por mais que muitos jogadores critiquem, não há como negar muitos aspectos que Free Fire acertou na mosca. Da acessibilidade a duração das partidas, perfeitas para um jogo mobile.

O game também se provou muito “escalonável”. Basta ver a primeira versão disponível e a atual.

Hoje em dia a Garena já está planejando uma nova versão chamada Free Fire Max. Essa versão, projetada para smartphones mais potentes é literalmente um “Free Fire 2”. Ali pode ter todo o terreno preparado para futuras expansões ainda mais grandiosas.

E aqui encerra o nosso artigo. Free Fire com certeza é um jogo que ficará marcado para sempre no imaginário Brasileiro.

Por mais que muita gente critique, Free Fire virou muito mais que um simples joguinho de celular. Ele literalmente transcendeu os bits e bytes e virou uma ferramenta de transformação social. Ajudando muitas pessoas a superarem os seus limites, sejam no game ou na vida.

Publicidade