PUBG Mobile: novo sistema anti-cheat coloca trapaceiros em “análise”

PUBG-Mobile PUBG Mobile: novo sistema anti-cheat coloca trapaceiros em "análise"

Após muitas reclamações de supostos “banimentos injustos” a Tencent e PUBG Corp, começaram uma nova empreitada na versão mobile de PUBG. O novo procedimento vai colocar jogadores em em uma espécie de “análise“, em que os supostos infratores ficarão em um “período de observação segura“.

O sistema de anti-cheat de PUBG Mobile utiliza aprendizagem de máquina (machine learning) para aprender sobre o comportamento e banir trapaceiros. Ele analisa todos os dados de todas as partidas, para determinar se um jogador trapaceou ou apenas teve sorte, por exemplo.

O sistema já entrou em vigor há algum tempo (em fevereiro) e pode ter dado alguns “falsos positivos”. Por conta disso, a Tencent já está implementando um período de análise em que os supostos trapaceiros serão estudados pela IA um pouco mais de perto.

Durante o período de análise, o suposto trapaceiro será colocado em salas separadas com outros supostos trapaceiros. Ele ficará lá até que seja determinado se o jogador é ou não um “cheater”.

Durante essa fase, eles não poderão registrar ganhos ou estatísticas de suas partidas. Eles também não poderão se unir a outros jogadores ou exibir mensagens. Essencialmente, eles serão forçados a jogar uma versão mais limitada do jogo até que seja determinado se eles estão trapaceando ou não. Se forem descobertos trapaceando na fase de análise, serão banidos.

No vídeo acima (de fevereiro) quando o sistema estreou, a Tencent já sabia de técnicas avançadas de trapaça como ficar alternando entre um aparelho legítimo e um com cheat para tentar burlar o sistema. Segundo a empresa, mesmo grandes streamers não estão imunes ao sistema e se forem pegos trapaceando, serão banidos da mesma forma (não ter “carteirada”).

Fonte: PocketGamer

 

 

 

Publicidade