Free Fire atropela a concorrência com 20 milhões de downloads em dezembro

como-ganhar-roupas-free-fire-11 Free Fire atropela a concorrência com 20 milhões de downloads em dezembro

Free Fire é um sucesso como nunca se imaginou. O game redefine o termo “bem sucedido” ao ser baixado mais de 20 milhões de vezes apenas no Android, e apenas em um mês! E nem se trata do seu lançamento, já que o título da Garena completou um ano exatamente em dezembro de 2018.

Nesse ramo, o de jogos mobile, é comum games de sucesso perderem o fôlego com o tempo. Games como Clash of Clans e outros mais antigos, não registram mais tantos downloads. Mas Battle Royale é uma onda que parece que veio para ficar, e Free Fire vai surfá-la praticamente sem concorrentes. O jogo da Garena atropelou títulos como PUBG Mobile, em número de downloads e receita.

– Sucesso sem concorrentes

O jogo da Garena é um dos Battle Royale mais leves do mercado, rodando com facilidade em dispositivos com 1 GB de RAM. Já suas concorrentes, NetEase, PUBG Corp (Tencent) e Epic, apostam em jogos cada vez mais pesados.

Sobra então para Free Fire atender toda a demanda da criançada que geralmente “herda” os celulares antigos e, na maioria das vezes, quebrados dos pais. Principalmente no Brasil.

Os supostos concorrentes diretos de Free Fire como PUBG Mobile Lite, registraram “poucos” downloads no comparativo. Foram apenas 700 mil downloads do PUBG Lite contra 20 milhões do Free Fire. Crossfire Legends conseguiu se sair pior: “apenas” 500 mil downloads.

Parece até brincadeira acharmos o desempenho de PUBG Lite e Crossfire Legends ruins, basta comparar essa quantidade de downloads com os jogos da Gameloft, que vamos ver realmente quem está encrencado na história. Modern Combat Versus registrou míseros 200 mil downloads.

A verdade é que todo mundo que está apostando em jogos de Battle Royale está se dando muito bem, em termos de downloads e financeiramente.

Estimasse que Free Fire renda para Garena, nada menos que US$ 12 milhões de dólares (cerca de R$ 44 milhões de reais). Por ano? Não, por mês!

Fonte: Sensor Tower

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *