Jogos para Celular: Maiores Decepções de 2018

jogos-android-iphone-decepcoes-2018 Jogos para Celular: Maiores Decepções de 2018

2018 foi um ano cheio de surpresas positivas para o mercado mobile, mas também tivemos várias decepções. Algumas delas fizeram a gente até chorar no banheiro sozinho. Confira uma lista das mancadas e erros que empresas de jogos de celular cometeram em 2018.

Leia também:

Jogos para Celular: As 5 Maiores Surpresas de 2018

– One Piece: Bounty Rush (um ano em manutenção???)

One-Piece-bounty-Rush Jogos para Celular: Maiores Decepções de 2018

One Piece é um dos mangás mais lidos no mundo inteiro. A obra de Eiichiro Oda é conhecida também pelo seu extenso anime. Parecia mais do que natural um novo jogo da franquia depois do sucesso de Treasure Cruise.

Mas a ideia de fazer um game online meio MOBA, deu errado! Muito errado! O pior é não saber ao certo o que aconteceu. O game foi retirado da Google Play apenas 12 dias depois do seu lançamento! Você leu certo: 12 dias!

Ao que parece, um bug demorou tanto para ser corrigido que a Namco Bandai quase desistiu do game. Em pleno Natal, a página do game no Facebook foi atualizada. Parece que o Bounty Rush será lançado em algum momento de 2019.

Com certeza, essa foi uma das maiores mancadas de 2018, resultando em um dos maiores fiascos vistos na história dos jogos mobile. Será que o jogo chega em abril de 2019, depois de UM ANO DE MANUTENÇÃO? Piada né!

– Durango

durango-primeiras-impressoes-5 Jogos para Celular: Maiores Decepções de 2018

Com quase 5 anos em desenvolvimento. Há um ano e meio tivemos um teste open beta com foco no Brasil. Até agora, nada de Durango no ocidente. Se tem uma empresa que literalmente matou o hype pelo jogo foi a própria Nexon.

Durango foi lançado em janeiro na Coreia do Sul, ignorando completamente o sucesso que foi o teste no ocidente. O problema disso? Houve tempo suficiente para o surgimento de diversos outros jogos com temática parecida, e que acabaram roubando a atenção dos jogadores. Games como The Last Day on Earth, Grim Survivor, Fall World e muitos outros já estão disponíveis para jogar.

O “não lançamento” de Durango é uma das maiores decepções de 2018, e com certeza, a Nexon vai ter que gastar uma graninha em marketing. Isso se ela quiser que o jogo se destaque frente aos concorrentes já conhecidos dos jogadores do ocidente.

– Qualquer jogo de Futebol com 2019 no nome

pes-2019-mobile-android-iphone Jogos para Celular: Maiores Decepções de 2018

Todo ano, novos games de futebol são lançados nos consoles. E muita gente esperava que o mesmo acontecesse também nos celulares. Isso aconteceu, mas não do jeito que a gente queria.

DLS 2019, FIFA Mobile 2019 e PES 2019. Cada um deles decepcionou em algum aspecto. Seja na parte gráfica, jogabilidade ou novidades. O que muita gente viu mesmo foi promessas e mais promessas. No final, uma reskin do jogo anterior, como no DLS 2019, ou uma nova engine com gráficos que prometiam muito e entregaram pouco, como no PES 2019.

No PES 2019 a decepção foi o anúncio do novo motor gráfico, a Unreal Engine 4. O visual melhorou, mas você há de concordar que a engine pode muito mais.

Dos três games, o que trouxe mais novidade foi o FIFA 19, mas ele continua absurdamente “pay to win”, e com uma jogabilidade totalmente direcionada a isso: fazer com que o jogador gaste dinheiro.

– O vergonhoso modo Battle Royale de Modern Combat 5

modern-combat-5-battle-royale Jogos para Celular: Maiores Decepções de 2018

A maior vergonha alheia de 2018!

O ano que se passou foi marcado pela explosão dos jogos de Battle Royale. Jogos como Free Fire e PUBG viraram uma febre tão grande nos celulares, que criou celebridades instantâneas com canais que foram do zero para um milhão de inscritos em menos de 10 meses.

Muitos jogadores novos adentraram no mundo dos jogos de tiro online. Mas houve, é claro, aqueles que abandonaram jogos antigos para se divertir na nova mania.

Quem mais sofreu com isso foi Modern Combat 5 da Gameloft. O game era o número um do gênero até 2017, e já foi ultrapassado por vários games de BR (inclusive pelos piores).

A vontade – ou seria desespero – de correr atrás do prejuízo ficou evidente com a decisão da Gameloft de criar um modo Battle Royale para MC 5. O resultado é de dar pena.

Claramente MC 5 não foi preparado para o tipo de mapa. O jogo ficou com texturas ainda mais baixas e um sistema de surgimento para lá de estranho, lembrando até os primeiros jogos de BR para Android como Bullet Strike.

Parece que a Gameloft gastou toda a sua pesquisa e desenvolvimento em Modern Combat Versus. O game vinha sendo desenvolvido desde 2015, inspirado claramente na beta de Overwatch. Contudo, a febre dos BR ofuscou completamente esse subgênero e a Gameloft ficou sem saber como lidar com a “crise” que abalou sua principal franquia de jogos de tiro.

Focar em Modern Combat 5 em pleno 2018? Não né Gameloft! MC 5 é o passado do franquia, se vocês não estão pensando em um novo game para 2019, vocês estão em sérios apuros.

 

E essas foram as maiores decepções de 2018. Faltou alguma? Deixe um comentário.

 

Publicidade