Estados Unidos condena a primeira pessoa por pirataria de aplicativos no Android

1 de setembro de 2016 . Atualizado 01/09/2016

pirataria-android Estados Unidos condena a primeira pessoa por pirataria de aplicativos no Android

Curte compartilhar uns APK+DATA de jogos pagos? Então é bom ficar esperto. No dia 16 de agosto foi condenado nos Estados Unidos, Scott Walton, responsável por sites de pirataria de aplicativos e jogos no Android. Scott foi condenado a 46 meses de prisão, em um decisão de um juiz de Ohio. É a primeira vez que uma pessoa é condenada exclusivamente por esse tipo de acusação: pirataria de aplicativos e jogos no Android.

Leia também:

Scott Walton era um dos responsáveis pelo site e app SnappzMarket. Esse e outros sites foram fechados em uma operação em conjunto entre o FBI e a polícia francesa, em meados de 2012. A condenação de Scott, que já havia se declarado culpado das acusações, saiu no mês passado.

Geralmente esses processos sobre conteúdo ilegal na internet costuma durar bastante (um exemplo é o excelente documentário sobre Deep Web no Netflix). Por isso, a decisão saiu apenas este ano de 2016 (o processo rola desde 2012). Em 2014, Walton, se declarou culpado, e reconheceu ter distribuído mais de um milhão de aplicativos piratas.

Os outros dois membros do SnappzMarket foram indiciados, Joshua Ryan Taylor e Gary Edwin Sharp, eles esperam por suas sentenças até o final do ano. Assim como o co-fundador do SnappzMarket,  Kody Jon Peterson.

Fonte: TorrentFreak

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.