Punch Club mostra que os brasileiros são corruptos na hora de baixar jogos localizados

22 de março de 2016 . Atualizado 22/03/2016

punch-club-pirataria Punch Club mostra que os brasileiros são corruptos na hora de baixar jogos localizados

Se você reclama do Governo mas adora baixar um APK+DATA pirata, parabéns! Você engrossa a lista de corruptos do Brasil. Calma, não sou eu que estou dizendo isso, mas o relatório da TinyBuild, a produtora de Punch Club que destaca a pirataria do jogo nas Terras Tupiniquins.

Em um post de coração aberto, a produtora ressalta a triste realidade de ter vendido 300 mil cópias. Parece bom não é? Entretanto foram pirateadas 1,5 milhões de unidades do game. Destaque negativo para o Android, com 500 mil cópias pirateadas.

É algo triste de noticiar, mas nos destacamos também no lançamento da versão em português do game, novamente de forma negativa. Segundo o relatório da TinyBuild, a pirataria disparou quando a versão em PT-BR foi lançada. Confira o grifo da própria produtora.

Lançamos o jogo sem os idiomas Português e Chinês. A China (gráfico verde) começou a piratear o jogo logo depois do lançamento, e o índice foi crescendo, eles estavam pirateando a versão em inglês sem problemas.

Porém, assim que adicionamos suporte à língua portuguesa, o Brasil (gráfico amarelo) disparou em número de instalações… mas não em número de vendas. O Brasil prefere piratear jogos em português”.

punch-club-pirataria-2 Punch Club mostra que os brasileiros são corruptos na hora de baixar jogos localizados

Calma que tem mais. Para quem acha que tem uma cópia pirata stand-alone e nunca vai ser rastreado, e pode pagar de bonzinho nas redes sociais, você está enganado. A TinyBuild, e qualquer outra produtora da atualidade, consegue rastrear qualquer cópia do jogo ativada em um dispositivo com acesso à internet.

Assim, a produtora do game consegue estipular quantas cópias legais foram vendidas, versus as pirateadas. Está sentado? No dia do lançamento da versão PT-BR de Punch Club, apenas 370 cópias foram vendidas, contra 11 mil instalações ilegais.

Resumindo a coisa, chegamos aos seguintes números:

  • 4 cópias piratas para cada venda na Steam (PC)
  • 12 cópias piratas para cada venda no Android
  • 2 cópias piratas para cada venda no iOS

No site da TinyBuild há mais um punhado de gráficos e números que mostram a pirataria do game. Mas o que chama atenção é que, pelos números, a própria produtora chega a conclusão de que não vale à pena localizar games no Brasil. E ao que parece, vamos ficar de fora de lançamentos futuros desta produtora.

Estúdios pequenos são profundamente afetados pela pirataria. Eles trabalham duro, mais do que estúdios grandes,  para poder manter o sonho de viver de games ainda vivo. Sabe? Um grupo de caras tentando ganhar a vida, produzindo conteúdo que ama e sendo pago por isso.

– Será que somos mesmos contra a corrupção?

manifestacao-brasilia Punch Club mostra que os brasileiros são corruptos na hora de baixar jogos localizados

Eu até entendo o fato de muitos recorrerem a pirataria para testar o game antes de comprar, mas se esse é o caso, por favor, não faça isso. Tente comprar o jogo em uma hora calma para poder testar. A Google Play agora permite um limite de duas horas entre a compra e a requisição de reembolso caso você não goste do game.

Outra opção é esperar uma promoção. Hoje em dia, é muito fácil comprar giftcards de ambas as lojas. Promoções então é o que não falta. Você pode usar apps como o App-Sales (Android) e Appshopper (iOS).

Não adianta ficar reclamando de jogos freemium ou pay-to-win e depois piratear um jogo na cara dura. É a mesma coisa que reclamar da política em nosso país e continuar votando nos mesmos “políticos”.

Esse é o meu apelo para quem pode comprar o jogo. Sei que muitos não tem nenhum tipo de renda (menores de idade) e não tem sequer CPF para poder registrar seus giftcards na Google Play.

Para quem não pode comprar, o meu apelo é o seguinte. É preciso ficar atento também a quem você está entregando o dinheiro com publicidade. Sim, embora não seja uma monetização “na cara”, ao acessar sites piratas, você dá uns trocados a quem busca um jeitinho safadinho de ganhar a vida. Acredite, ninguém monta um site de jogos piratas, apenas para compartilhar games, sempre há aquela tonelada de publicidade, pop-ups e avisos de vírus.

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Rodrigo Pereira de Freitas

    Ja faz muito tempo que uso o FreeMyApps pra conseguir trocar pontos por créditos e sempre compro os jogos que gosto sem precisar gastar dinheiro real.
    O povo reclama que sempre sai jogos pra ios primeiro, e vários jogos bons ficam exclusivos da plataforma, esse é um grande motivo pra acontecer isso. Depois não adianta reclamar.

    • tem também o MyAppFree que todo dia disponibiliza um jogo que é pago gratuitamente, e não é de forma ilegal pois são as empresas dos jogos que entram em contato com o MyAppFree para anunciar o game ou app gratuitamente por 24 horas. Esta disponivel para Android e Windows Phone.
      link: http://www.myappfree.it/

  • Fulanos

    Esse números são fantasiosos, como disse o dono da CD Projekt RED (The Witcher séries e donos da loja GOG), os números sobre a pirataria são exagerados pois divulgam como se cada copia pirata equivalesse a uma venda a menos o que esta muito longe de ser verdade.
    Em torno de 1/10 de quem baixou o game pirata deixou de comprar, dados recentes do Steam reforçam essa tese pois os games com o novo DRM inquebrável ate o momento não tem uma media de vendas superior aos games sem DRM.
    Não estou defendendo lado nenhum, so quero deixar claro que não devemos acreditar cegamente em tudo que lemos na mídia pois ha muito interesse envolvido.

  • Adeh Oliveira

    Quem dera se o único problema do Brasil fosse a Dilma.

  • Nunes Filho

    Nunca vi tanta analogia exagerada e descabida em um post só, mais oportunismo impossível.
    E é como disseram ali embaixo, dados sobre a pirataria são sempre exagerados ao máximo pra causar reações e postagens como essa.

  • Cadê o tam tam tam?

    A pirataria no Android é grande!! É por isso que as empresas preferem lança seus games pra IOS!!!!

  • INXS

    Gigantes no mundo dos games como Capcom, Square, Ubisoft, CD Project, Actvision, EA, Bathesda entre outras rasgam elogios ao Brasil e localizam seus games a anos pois entendem nossa realidade, mesmo com altos índices de copias ilegais ainda conseguiu alcançar o 4º maior mercado mundial de games antes da disparada do dólar.
    Aí vem essa empresinha de fundo de quintal apontar o dedo pro Brasil (provavelmente não sabem nem aonde fica) e matérias oportunistas iguais essa cheia de bordões dos anos 90 como jeitinho brasileiro e etc.

  • Josesk Leufred Volpe

    Por isso que hoje em dia nn vou mais piratear os jogos, afinal, o games mobiles não são caros, só vou apelar pra pirataria se o game não estiver na google play, ou não disponivel no Brasil ou se meu dispositivo dar essa frescura de nenhum espaço msm apagando tudo e a unica saida for essa (e eu ja vou ter pagado pelo game kkk) :/

  • Crítico

    Bom pode até conter um certo exagero na matéria, mas o fato é, o brasileiro médio é corrupto e corruptor! Isso é cultural! Isso é nosso, esse mesmo jogo paguei quase 12 reais na promoção, um preço considerável levando em conta o contexto atual da economia, quem baixa pirataria na minha opinião é ladrão! Pelo dicionário ladrão é quem se apropria de algo indevidamente, não há inocência nem desculpa para tal, se não tem disponível no país, ora não tenha, como disse isso é cultural!

  • Xandy Bastos

    Parabéns belo texto