Gameloft já fechou 7 estúdios em 2015

11 de setembro de 2015 . Atualizado 20/09/2015

gameloft-logo Gameloft já fechou 7 estúdios em 2015

Equipes “não rentáveis” estão sendo “cortadas”.

Gameloft fechou sete dos seus estúdios de desenvolvimento desde o início do ano, todos foram considerados “não rentáveis” e geraram mais despesas que faturamento.

Os fechamentos são parte do que o CEO da Gameloft, Michel Guillemot chamou de “um ambicioso programa de redução de custos.”

No primeiro semestre de 2015, a editora francesa de jogos mobile registou uma perda de mais de 16 milhões de euros, muito mais do que a perda de 0,1 milhão no mesmo período do ano passado. E isso apesar de a receita subindo 15 por cento para chegar a 127 milhões de euros.

“Essa perda na primeira metade do ano foi devida à sazonalidade do nosso negócio, bem como para o nível decepcionante de receitas obtidos por três jogos desenvolvidos pela Gameloft especificamente para os mercados japoneses e chineses”, disse Guillemot em um comunicado. A região Ásia-Pacífico representou 28 % das receitas da Gameloft, à frente da América do Norte em 27%.

Gameloft não especificou quais estúdios havia sido fechados, mas isso não é exatamente uma surpresa. A empresa ofereceu pouca clareza sobre rumores do encerramento de seu escritório de Nova York, em julho, e os rumores de que 80 postos de trabalho no seu escritório de Tóquio também foram recebidos com silêncio.

Gameloft tem três potenciais “blockbusters” alinhados para lançamento ainda este ano, são eles: Disney Magic Kingdom, Ordem e Caos 2: Redemption, e Trivial Pursuit & Friends.

Via Gamesindustry.biz

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.