Galaxy S22 Ultra perde até 51% da performance em jogos

Quem joga em smartphones da Samsung já percebeu que os aparelhos perdem bastante da performance em games depois de 30 minutos. O problema também afeta o lançamento mais recente da fabricante, e dessa vez, de forma desastrosa.

Samsung-Galaxy-S22-Ultra Galaxy S22 Ultra perde até 51% da performance em jogos

Em um teste de benchmark no 3DMark Wildtest, o smartphone lançamento da Samsung chegou a perder 51% de sua performance depois dos primeiros 10 minutos do teste.

Veja o teste do canal Golden Reviewer.

 

A estabilidade do S22 Ultra caiu de 100% para 48,8% na versão com processador Snapdragon 8 Gen 1, e 59,3% na versão 59,3%

Como já falamos no nosso review do POCO F3 e Lenovo Legion Duel. Uma queda de 10% de estabilidade é algo esperado em smartphones “não gamers”, mas 51% é demais.

Uma queda de 51% é como se o Snapdragon 8 gen 1, virasse um Snapdragon 865+ depois de 20 minutos jogando. Pois no final do teste, ambas as versões do Galaxy S22 estavam com uma pontuação na casa dos 1200 pontos, a mesma do Lenovo Legion Duel.

Isso revela uma péssima otimização de bateria por conta da Samsung, que “corta” a potência do processador para entregar mais performance de bateria. Também pode ser indício de um mau gerenciamento do calor interno gerado pelos processadores.

GOS causou problema dessa vez?

O mais curioso do teste é que ele foi realizado em um benchmark, onde geralmente a Samsung “destrava” todo o potencial do processador para exibir um resultado que talvez não seja condizente com o dia a dia do usuário que gosta de jogar no celular.

Para quem não está por dentro da polêmica, usuários coreanos descobriram que quase todos os smartphones da Samsung possuem um aplicativo de sistema chamado Game Optimize Service (GOS).

O aplicativo tem nome engraçado, pois ele faz exatamente o oposto do que seu nome indica. Ao invés de otimizar o dispositivo para jogos, ele diminuiu a potência do processador para poupar bateria. O resultado é um smartphone mais lento em jogos.

Como funciona o GOS?

O GOS guarda uma planilha com mais de 10 mil aplicativos, sendo a maioria jogos.

Ao detectar que um jogo ou aplicativo de alto consumo de bateria está sendo executado em primeiro plano, ou seja, na tela, o GOS entra em função para tentar conter o consumo de energia.

Parece uma boa prática, mas é um desastre completo em jogos. O resultado são games com Stuttering (travadinhas), lag e outros problemas.

Mas curiosamente, a desativação do GOS no Galaxy S22 Ultra não resultou em grande impacto (literalmente) no jogo Genshin Impact.Aliás, vale lembrar que foi exatamente esse jogo o motivo da “treta”, pois Genshin continua sendo o game mobile que mais demanda poder de processamento na atualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.