Free Fire: bandidos se passam por garotas para aplicar golpes no game

ladroes-conta-free-fire-1024x576 Free Fire: bandidos se passam por garotas para aplicar golpes no game

Olha essa matéria no site do G1. Um desconhecido roubou os dados de uma garota e está usando a identidade dela para roubar contas de jogadores de Free Fire.

A garota é menor de idade! Segundo os pais relataram ao G1 nesta segunda-feira (30), um homem usa fotos da jovem para enganar outros jogadores.

“Ele me pediu a senha e eu passei, achando que era meu amigo”, disse a adolescente ao G1. Assim que entrou na conta, conseguiu acessar outras redes sociais e alterar a senha, assim como dentro do jogo, assumindo sua personalidade na última terça-feira (24).

free-fire-conta-roubada Free Fire: bandidos se passam por garotas para aplicar golpes no game

“Ele tenta trocar a senha e um código é enviado para a gente. Se não passarmos, ele não desvincula e não consegue vender. No entanto, nós não conseguimos recuperar a conta, já que não temos a nova senha para acessá-la”, explica o pai.

Desde então, o autor do golpe vem usando fotos da adolescente para convencer outros jogadores online a passarem suas senhas.

Golpes no Free Fire são muito comuns, veja como se proteger

A prática, apesar de parecer absurda é bastante comum. As pessoas perderam qualquer apreço por sua identidade online, e pior, não sabem se proteger de potenciais golpes.

Crianças em especial são presas fáceis, pois no Free Fire não há qualquer filtro de “com quem jogar”.

Por usar o login via Facebook, muitos usuários não sabem que ao passar a senha do jogo, estão passando na realidade, a senha do Facebook. A Garena não pode ajudar muito, pois o processo de autenticação é todo realizado por uma API do Facebook.

A situação fica mais delicada se a vítima utilizar a mesma senha no e-mail de verificação.

Nossa dica? Crie uma conta no Facebook com login/e-mail e senha completamente diferente do seu perfil “oficial”. Assim, mesmo que haja um vazamento de dados, o bandido não terá acesso ao seu perfil principal.

Para complementar a nossa dica anterior, utilize a autenticação de dois fatores no Facebook (tutorial aqui)  via apps Authenticator como Google Authenticator, LastPass ou Authy. Ao usar apps assim, mesmo que alguém saiba o usuário e senha do seu Facebook, ainda terá que ter o código número randômico (muda a cada 30) fornecidos por esses apps, para conseguir logar.

Aos pais fica a dica de conversar constante com crianças e adolescentes para saber com quem eles estão jogando. Fica aqui também o aviso de que Free Fire é um jogo para maiores de 14 anos.

Fonte: G1

Publicidade