Razer Phone 2 chegou… mas vale a pena?

11 de outubro de 2018 . Atualizado 11/10/2018

razer-phone-2-1024x536 Razer Phone 2 chegou... mas vale a pena?

Após o anúncio oficial do Razer Phone 2, o smartphone Android finalmente foi revelado, e já está disponível para compra. Com melhorias em relação ao seu antecessor, o aparelho continua impraticável para o mercado brasileiro com preço na conversão direta beirando os R$ 4 mil reais.

É uma máquina e tanto. Snapdragon 845, telona de 5.7 polegadas, 120hz de atualização de tela,suporte a HDR e etc. Contudo, se você espera um desempenho superior a outros snap 845, pode esquecer.

Até mesmo a Vapor Cooling Chamber, não parece justificar o preço do smartphone frente a outras tentativas já existentes como da Xiaomi com o Black Shark.

phone-c2-usp01-fastest-screen-desktop Razer Phone 2 chegou... mas vale a pena?

Tela de 120hz continua sendo o principal atrativo do Razer Phone 2.

Sim, é uma máquina incrível, com áudio e tela de primeira categoria. Mas o preço de US$ 800 dólares + impostos + taxas, podem fazer o aparelho passar facilmente dos R$ 4.700 reais.

– Preço é o principal problema do Razer Phone 2

Colocando ele no mesmo patamar de outros smartphones importados, o apelo desaparece. Você pode comprar um Pocophone F1, que possui o mesmo processador, pela metade do preço.

Digamos que você seja um pouco mais exigente. Um One Plus 6 com 128 GB de espaço interno e 8 GB de RAM, o top de linha, ainda custaria mil reais mais barato que o Razer Phone.

Há até mesmo opções similares no Brasil mais baratas, como o Galaxy S9 Plus, que já está com o preço na faixa dos R$ 3.200 reais.

Enfim, o Razer Phone 2 é uma máquina incrível, mas diante da competição no mercado, seria melhor a Razer ter adiado o aparelho e esperado pelo Snapdragon 855. O novo processador chega muito em breve e até o final do ano, devemos ver algum novo smartphone com ele.

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.