Gameloft tem queda de receita no primeiro trimestre de 2018

21 de maio de 2018 . Atualizado 21/05/2018

gameloft-vivendi Gameloft tem queda de receita no primeiro trimestre de 2018

A Gameloft teve um primeiro trimestre “não tão bom” neste começo de 2018. O faturamento da empresa caiu 13.4 % no comparativo ano a ano. A publicadora deixou de faturar R$ 93 milhões de dólares em relação ao mesmo período de 2017.

A Vivendi, o conglomerado que gerencia a Gameloft, colocou a culpa na falta de novos lançamentos durante o trimestre.

Os mercados mais lucrativos da Gameloft foram EMEA (Europa e África), representando 36% de sua receita; e a América do Norte, que representou 32% das vendas. A Ásia, por sua vez, representava 24% e a América Latina, 8%.

– Portfólio extenso traz jogadores, mas não os “pagadores”

Durante o primeiro trimestre de 2018, a Gameloft acumulou quase dois milhões de downloads por dia (acho que esse dado está errado) em todas as plataformas. Seu número médio de usuários ativos mensais foi de 114 milhões, enquanto o número médio diário de usuários ativos foi de 13 milhões. Números gigantes, para uma empresa gigante.

Os melhores desempenhos no portfólio de empresa foram destacados como: Dragon Mania Legends, Disney Magic Kingdoms, March of Empires, Asphalt 8: Airborne e Minion Rush.

A Vivendi disse que o último lançamento da Gameloft, Dungeon Hunter Champions, lançado em 3 de maio de 2018, teve um “excelente começo”. Um lançamento da China do título também está sendo planejado.

Fonte: PocketGamer.Biz

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.