Sites Fanboys? Eles existem! E estão mais perto do que você imagina

29 de maio de 2016 . Atualizado 29/05/2016

fanboys1 Sites Fanboys? Eles existem! E estão mais perto do que você imagina

Alguns sites de tecnologia promovem desinformação apenas para alimentar sua audiência mais apaixonada.

Na semana que se passou, dois acontecimentos mostraram como alguns sites podem ter notícias extremamente divergentes. “Xiaomi fora do Brasil” e “A morte do Windows Phone” revelaram que o “fanboyzismo” não existe apenas no lado do leitor. Tem redator que esquece de noticiar os acontecimentos e começa a defender marca X ou Y.

– Xiaomi fora do Brasil

A fabricante chinesa desistiu de fabricar smartphones em solo brasileiro. Isso é um fato! Porém, muitas pessoas receberam a notícia de modo diferente. Alguns sites de tecnologia chegaram ao ponto de eufemizar ao máximo a notícia para “acalmar” os mais apaixonados.

imagem-canaltech Sites Fanboys? Eles existem! E estão mais perto do que você imagina

Texto da matéria do CanalTech contraria o próprio título.

Daqui uns dias vamos precisar de uma página “Caneta desmanipuladora” versão tech.

Quem deu o furo de reportagem foi o blog Manual do Usuário. Um site relativamente pequeno, mas com um texto de qualidade ímpar, orquestrado pelo repórter Rodrigo Ghedin, que já trabalhou em sites de tecnologia como o Gizmodo.

Na época em que fez esse o furo de reportagem (no começo do mês de maio), com provas contundentes, o blog Manual do Usuário foi “atacado” por alguns fãs da marca Xiaomi.

manual-do-usuario Sites Fanboys? Eles existem! E estão mais perto do que você imagina

Fãs da marca acusaram o site de ser sensacionalista. Mas semanas depois a Xiaomi confirmava a saída.

O AndroidPit postou uma matéria bem babaca defendendo a Xiaomi com direito a hashtags “NãoVaiTerGolpe”. Semanas depois a empresa confirmava que está “saindo pela tangente”.

A Xiaomi alega vários problemas com tarifação e a crise reinante em nosso país. Mas não custa lembrar que o modelo de venda adotado pela fabricante nunca foi dos melhores.

Ainda que a própria empresa admita que não vai mais vender smartphones a curto prazo. Ainda teve site tentando eufenizar ao máximo essa notícia, garantindo, sem provas, de que a empresa iria manter escritório no Brasil. Escritório esse que já está com placa de “Aluga-se“.

– A morte do Windows Phone

Para quem usa várias plataformas, foi ainda mais doloroso ver a morte do Windows Phone. O sistema da Microsoft tinha uma situação insustentável desde o começo do ano de 2016. Situação essa que ficou pior no último trimestre, quando encolheu sua participação no mercado para menos de 1%.

O fato triste é que o Windows 10 Mobile ainda não bate de frente com Android e iOS em recursos. A Microsoft cometeu o grave erro de prometer o sistema para aparelhos com baixo poder de processamento, o que atrasou de forma fatal o projeto. O Windows 10 Mobile chegou, mas sem grandes novidades para chamar atenção de quem já tem um Android 6.0 ou iOS 9.0.

Além disso, todos os recursos mais interessantes do sistema, já haviam sido lançados no Android e iOS. É algo que revela que a Microsoft já tinha planos de desistir da competição com e essas duas plataformas.

windowsteam-imagem Sites Fanboys? Eles existem! E estão mais perto do que você imagina

Assim como no caso da Xiaomi, é realmente triste ver alguns sites com conteúdo exclusivo para Windows tentando eufenizar ao máximo o impacto da desistência da Microsoft.

Matérias onde a Microsoft deixa claro que não existirá mais lançamentos com Windows 10 Mobile à venda em nosso país, tem títulos como “Microsoft fala sobre seus smartphones para o mercado brasileiro…”, seguido de um monte de explicações.

Sobre o post

Esse tipo de texto não faz parte do nosso blog. Porém, isso foi algo que me incomodou bastante durante essa semana. É triste ver que a formação de opinião anda tão deturpada no nosso país, às vezes chegando a se equiparar com a imprensa política. Esta última, por sua vez, tão “chapa branca”.

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.