Clash Royale: Youtuber gasta quase R$ 3 mil reais para chegar na arena lendária

10 de maio de 2016 . Atualizado 11/05/2016

clash-royale-arena-lendaria Clash Royale: Youtuber gasta quase R$ 3 mil reais para chegar na arena lendária

Youtuber do canal Gelli Clash, dedicado apenas aos jogos Clash of Clans e Clash Royale, chegou a arena lendária do game (Arena 8). Boa notícia? Nem tanto. Para chegar a tal ranking, o jogador gastou cerca de 100.000 gemas. Caso ele tenha usado dinheiro de verdade para comprar as gemas, ele gastou quase R$ 3.000 reais para chegar ao rank mais alto do jogo.

Veja Também:

O lado ruim dessa história, é que ela deixa claro, o quanto o jogo é “Pay to Win” (Pague para vencer). Não é a primeira vez, que um Youtuber brasileiro gasta uma dinheirama em gemas para chegar ao rank mais alto de Clash Royale. Porém Gelli é um excelente jogador, e mesmo assim, provavelmente não alcançaria a Arena 8 se não tivesse comprado milhares de gemas.

Além de Gelli, outro youtuber bastante conhecido dos jogadores de Clash of Clans chegou na arena 8 assim que o jogo foi lançado. Bruno Playhard “gemou” Clash Royale, como ele mesmo disse, ou seja, comprou gemas até conseguir chegar na Arena 8, mesmo sem saber jogar direito. Recentemente, ele está “reinvestindo” no game, e para chegar ao “lendário”, teve que comprar milhares de gemas novamente.

A moral da história é a seguinte. O jogo é bom, divertido, mas para competir ou chegar no rank mais alto, apenas gastando dinheiro de verdade… e muito! um pacote com 14.000 gemas custam R$ 388 (US$ 99,99) e jogador precisa comprar pelo menos 7 deles, o que resultaria em um gasto de R$ 2.716 reais.

Apenas para efeito de comparação, em Hearthstone, com apenas R$ 150 em pacotes de cartas, o jogador já ganha cartas lendárias o suficiente para se inserir no “meta game”, ou seja, conseguir montar um deck forte para competir e tentar alcançar o rank lendário

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.