Hackers vendem até 4 hacks diferentes para Free Fire em lives no Youtube

existe-hack-no-free-fire Hackers vendem até 4 hacks diferentes para Free Fire em lives no Youtube

Free Fire está passando por um período muito complicado onde é praticamente certo encontrar alguém usando hack pelo menos uma vez ao dia.

E eles estão cada vez mais fáceis de ser encontrados. Hackers estão fazendo transmissões ao vivo no Youtube oferecendo as trapaças através de contato no WhatsApp ou Telegram.

São 4 hacks diferentes. Chamado de MOD Menus, os hacks permitem trapaças como ver através das paredes, mirar apenas na cabeça dos inimigos, matar com poucos tiros, dentre outros. Contudo, há também hacks que encerram a partida na hora, matando todos os adversários instantaneamente. Esses hacks costumam ser confundidos com “bugs” como “bug do avião”ou “bug do barril”.

– Lives de hackers de Free Fire viraram algo comum no Youtube

As transmissões ao vivo dos hackers são feitas quase diariamente. São utilizados diversos tipos de hack durante as lives. Além de usar, os hackers vendem as “ferramentas” também.

O contato é feito diretamente via WhatsApp ou Telegram. E não sai de graça, é preciso pagar uma assinatura pelo uso do hack por semana ou por mês.

 

hackers-vendem-hack-free-fire-live-youtube Hackers vendem até 4 hacks diferentes para Free Fire em lives no Youtube
Transmissões ao vivo usando hack podem ser encontradas facilmente no Youtube.

– Veja os principais hacks de Free Fire em 2020 e o que eles podem fazer

Existem atualmente 4 ferramentas de hacking no Free Fire. As mais comuns delas possuem as seguintes opções:

  • Aimbot (mira automática)
  • Aimbot Tiro
  • Aimbot Mira
  • Aimbot Agachado
  • Aimbot Visibilidade
  • Ignorar Derrubado
  • Aimbot Local do tiro (escolher onde acertar: Cabeça ou tronco)
  • ESP, determina a localização dos inimigos.
  • ESP Linha (mostra uma linha sempre que inimigos estão se aproximando)
  • Contar inimigos ao Redor
  • Ver através das paredes

Outro hack é ainda mais “apelão”  e consegue literalmente estragar o jogo. Ao que tudo indica, foi este hack mais recente o responsável pelo “hack do avião”, em que todos os jogadores eram eliminados da partida instantaneamente.

Além de todas as funções descritas dos hacks mais comuns, há ainda coisas absurdas como teletransporte e uma opção chamada “AutoKill”.  Essa opção permite, com apenas um toque, encerrar a partida, vencendo automaticamente. Literalmente um “Auto-Booyah”. Como se não bastasse, ele ainda conta com um “Anti-Telamento”, que evita que jogadores vejam o hack em ação depois que perdem para ele. É mole?

Mas apesar dos hackers informarem que os hacks não “dão ban”, o banimento da conta do Free Fire em caso de trapaça é garantido.

Outra notícia boa, para quem joga limpo, é que os hacks exigem aparelhos Android modificados (root) ou emuladores. Em outras palavras, é muito fácil para a Garena identificar os trapaceiros. Resta saber se a empresa fará isso em tempo hábil.

OBSERVAÇÃO FINAL.

Precisa dizer que SOMOS CONTRA o uso de hack ou trapaças em games? Não né pessoal!  🙄 Somos radicalmente contra!

NÃO USE HACK! VOCÊ SERÁ BANIDO DO JOGO!

O intuito do post é mostrar o estado atual do uso de hack no Free Fire e de como a prática é facilmente difundida no Youtube.

Publicidade