Geforce Now vai acabar? empresas retiram seus jogos do catálogo

Mal começou e parece que o serviço de streaming de jogos, o Geforce Now, já vai passar por uma série de dificuldades. E não se trata de travamentos ou problemas relacionado a tecnologia, mas sim a ganância de outras empresas.

No período de testes, vários jogos de publicadoras como Capcom, Electronic Arts, KONAMI, Remedy, Rockstar e Square Enix estavam disponíveis para todos via integração com a Steam. Mas bastou o serviço ser lançado oficialmente para os jogos sumirem.

geforce-now-acabou Geforce Now vai acabar? empresas retiram seus jogos do catálogo
Debandada? Empresas estão retirando seus jogos do Geforce Now.

Você deve ter notado inúmeros youtubers declarando que com o Geforce Now, finalmente você iria jogar GTA V ou Devil May Cry 5 no Android. Parece que por enquanto, apenas se você tiver um console em casa.

Agora chegou a vez da Activision e Blizzard retirarem seus jogos do catálogo. Games como Overwatch, World of Warcraft e a série Call of Duty estavam disponíveis até ontem (11), mas já sumiram da plataforma.

– Geforce Now era para ser um “ganha-ganha-ganha”

Um negócio do tipo “win-win” ou “ganha-ganha” é onde o cliente ganha e o vendedor também. O Geforce Now era, alias é, um negócio benéfico para todos. As produtoras de jogos faturam com mais licenças, os usuários ganham e a Nvidia ganha.

Todo mundo feliz certo? Não exatamente.

Muitas empresas se aproveitaram do serviço da Nvidia para testar a tecnologia e ver a viabilidade. Elas provavelmente resolveram sair do Geforce Now para esperar e ver “quem paga mais” ou “quem vai vencer” a “guerra do streaming de jogos”. Há uma terceira via: empresas de games podem querer lançar seu serviço de streaming de jogos.

Em um comunicado, a Nvidia diz que espera trabalhar com a Activision Blizzard para trazer os jogos de volta. Mas a própria Nvidia já deixou bem claro que as coisas estão bastante complicadas por enquanto.

Contudo, vale lembrar que a Blizzard, pelo menos, possui uma cláusula no seu “acordo de licença de usuário final – EULA” (aqueles que ninguém lê) que impede especificamente os usuários de jogar um game dela nos serviços de jogos na nuvem, mas isso não parece explicar essa mudança.

O contrato da Activision não contém nada do tipo e, novamente, a Activision Blizzard não pareceu ter nenhum problema durante a versão beta do GeForce Now.

Pode ser que outras empresas sigam o efeito “manada” e resolvam sair do Geforce Now.

Vi gente reclamando que a Nvidia não publicou seus ganhos com o Geforce Now. C*ralh&, o serviço foi lançado há menos de uma semana. Duvido essa galera perguntar sobre as despensas de se manter máquinas virtuais com poder de um GTX 1080 com RTX?

É ganância que chama?

Fonte: TheVerge

Publicidade