Tudo que tem de errado com The Elder Scrolls Blades

The Elder Scrolls: Blades, para muitos o “Skyrim Mobile”, está em teste aberto no Android e iOS.  A recepção do público parece mista. Uma parte achou o jogo interessante, mas muita gente reclamou de alguns pontos. Mas será que as reclamações são válidas, ou puro “mimimi”? Vamos analisar neste preview do game.

Aviso: The Elder Scrolls Blades é um jogo em fase de testes. A opinião deste preview se refere ao estado em que o game estava no momento em que o teste beta foi liberado.

elder-scrolls-blades-menu-principal-2 Tudo que tem de errado com The Elder Scrolls Blades

– O Problema do “Skyrim Mobile”

O primeiro problema de The Elder Scrolls: Blades é o hype exagerado. Como era de se esperar, já tinha gente comparando o game a The Elder Scrolls V: Skyrim (PC e consoles), ícone máximo do brilhantismo da Bethesda.

Apesar da idade, não é tão fácil assim trazer um game tão grande como Skyrim para o mobile. Ainda mais converter para um sistema de monetização que vale a pena para a empresa. Você acha que o jogo iria sair “na faixa”?

elder-scrolls-blades-racas Tudo que tem de errado com The Elder Scrolls Blades
Não dá pra chamar de “Skyrim mobile”… esqueça!

The Elder Scrolls: Blades é um autêntico jogo da franquia, mas dentro das limitações que um jogo “freemium” engloba. Em outras palavras, não dá para esperar uma experiência premium.

O game será gratuito para baixar e como podemos esperar, terá as famosas “compras embutidas”. Entretanto, pelo menos ele não terá limitadores de energia.

– Jogabilidade estilo “Infinity Blade” é o meu P*U

Muitos criticaram falando que The Elder Scrolls: Blades tinha uma jogabilidade no estilo “Infinity Blade” ou que a “espada lutava sozinha”. Insinuando que a jogabilidade de “Infinity Blade” é ruim.  Um banho de ignorância e falta de habilidade.

Quem dera o game tivesse a jogabilidade calibradíssima da franquia Infinity Blade.

Infinity Blade tinha uma mecânica inovadora (para época), e foi copiado a exaustão. Mas não é possível comparar Infinity Blade com suas cópias.

O game da Epic era muito mais calibrado no sentido de ter uma I.A inteligente. Os golpes precisavam ser precisos, tanto nos “parry” como nos combos. Outros jogos da época, que tentaram copiar a fórmula, falharam exatamente nesse quesito.

As pessoas que fizeram esse tipo de comparação foram tão burras que não repararam que a mecânica de combate de The Elder Scrolls: Blades é completamente diferente.

elder-scrolls-blades-controls Tudo que tem de errado com The Elder Scrolls Blades
Mesmo sabendo fazer combos, sistema de combate pode desanimar alguns jogadores.

Ao invés de deslizar, o jogador toca e “deixa” o dedo sobre a tela para definir a intensidade do golpe. Parece uma ideia interessante no começo, mas logo se releva um problema a medida que você tem que bloquear e atacar.

– Sistema de combate chato e repetitivo

Ainda estou “puto da vida” com a comparação com Infinity Blade. Um game genial com temática medieval, viagens no tempo, legado de famílias e um rei imortal.

The Elder Scrolls: Blades não apresenta sua história (pelo menos não no beta), e traz apenas combates repetitivos.

As lutas são justamente a principal reclamação dos jogadores. O sistema de combate  é “quebrado”, sem graça. Não passa o mínimo de emoção para o jogador.  A reclamação da galera é completamente justa nesse ponto.

– Desafio tedioso

Ao que parece, o teste beta de The Elder Scrolls: Blades tinha como único objetivo testar os servidores. Essa é a única explicação para oferecer uma beta sem tão sem graça.

elder-scrolls-blades-combate Tudo que tem de errado com The Elder Scrolls Blades
Sistema de combate é chato e desestimula o jogador.

O game parece uma versão Alpha, os inimigos não fazem quase nada, há poucos deles. No mais, você fica passeando por cenário vazios, quebrando jarros e coletando itens.

– Conclusão

Está na cara que The Elder Scrolls: Blades não vai ser lançado tão cedo. O game não apresenta nem 10% do que foi mostrado na E3 de 2018.

O sistema de combate precisa ser melhorado e o início do game necessita ser repensado. Serial ideal ter uma cinemática introduzindo o jogador no mundo de Nirn.

Pode ser que tenhamos outro grande RPG no celular. Mas se for lançado como está, The Elder Scrolls: Blades pode ser mais um desastre da Bethesda. Deve ser por isso que adiaram o lançamento do game, que estava previsto para o fim do ano passado.

Baixar no Android

Baixar no iPhone

Desenvolvedora: Bethesda Softworks LLC
Publicidade: Não | Jogo Online
Contém compras embutidas: Sim
Requer Android 5.0 | iOS 10.0
Idioma: Inglês  |  Tamanho: 147 MB (iniciais)

 

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *