Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

1 de agosto de 2017 . Atualizado 01/08/2017

shadow-fight-3-android-ios Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

Um preview detalhado com o que esperar do jogo de luta Shadow Fight 3, um dos games mais aguardados de 2017.

Anunciado pela primeira vez em abril de 2016, Shadow Fight 3 é a sequência do, muito bem sucedido, Shadow Fight 2, o jogo de luta mais baixado e comentado para celulares Android e iOS.

A primeira versão de Shadow Fight foi lançada em 2011, pela produtora russa Nekki, com lançamento exclusivo no PC (Facebook ou navegador web). A produtora sempre teve como princípio lançar jogos simples, mas com animações a 60fps de alta qualidade. O salto de Shadow Fight 1 para o 2 foi enorme, com melhorias nos gráficos e jogabilidade.

evolucao-shadow-fight Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

Evolução de Shadow Fight.

Para Shadow Fight 3, não faria sentido lançar um Shadow Fight 2.5. Era exigida uma evolução enorme em relação ao segundo game, e ela felizmente aconteceu.

– A mudança visual

Shadow Fight 3 marca o fim da era 2D para a franquia, e a chegada na terceira dimensão. Mas não é apenas a mudança do 2D para o 3D. As lutas, que antes aconteciam sobre a penumbra, agora são a céu claro.

Para fazer sentido ao nome “Shadow” (Sombra em português) a produtora adicionou um Golpe Especial para cada personagem. Ao realizar tal comando, seu personagem desfere um golpe quase indefensável.

shadow-fight-3-screenshoot-1 Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

O poder das sombras continua vivo e forte!

Durante o golpe, a tela escurece e os personagens são iluminados por uma luz atrás do cenário, deixando apenas as sombras deles. Esse poder especial não é exatamente uma novidade, em Shadow Fight 1, os personagens disparavam chamas e outros poderes. Em Shadow Fight 2, os golpes especiais podiam ser desbloqueados, mas apenas depois de muito tempo jogando.

A mudança no estilo visual foi muito bem-vinda. O jogo está bonito, com gráficos leves que proporcionam fluidez nas animações. Não há como dizer quais aparelhos são compatíveis, mas algumas pessoas conseguiram testar o game até mesmo no Motorola Moto G2. Isso nos deixa a pista de que Shadow Fight 3 será compatível até mesmo com celulares Android com 1GB de RAM.

– A jogabilidade de Shadow Fight 3

As mecânicas de luta são muito similares às do jogo anterior. O estilo de combate do personagem é determinado pela arma que ele utiliza. Com espadas pequenas, temos que lutar a curta distância. Já com uma lança, o combate ganha mais amplitude (e fica mais apelão também).

shadow-fight-3-screenshoot-2 Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

Controles e combates continuam idênticos.

Assim como em Shadow Fight 2, as lutas iniciais são um pouco enfadonhas, pois demora um pouco para adquirir uma arma decente. A disposição de botões é idêntica, com um direcional no lado esquerdo e botões de ataque no lado direito. Não adianta esmagar a tela e esperar pelo melhor. Em Shadow Fight, o combate precisa ser estratégico com controle da distância e saber aproveitar as brechas deixadas pelo adversário.

– O medieval chato

A história de Shadow Fight 3, pelo menos a princípio, é menos interessante que a de Shadow Fight 2. O segundo jogo tinha um enredo simples e interessante, que era intercalado com Cut Scenes em desenho animado. Simples, mas de muito bom gosto. A história de um guerreiro amaldiçoado pelas sombras, e que no final, consegue a redenção ao se livrar da maldição.

Em Shadow Fight 3 sai a temática oriental/futurista para dar lugar a Idade Média. Acho que The Witcher 3 foi uma influência aqui, pois é possível criar um personagem igualzinho ao Geralt.

shadow-fight-3-screenshoot-3 Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

Armas iniciais são muito ruins.

Porém, o enredo de Shadow Fight 3 ficou meio perdido e confuso. A história é deixada para segundo plano. Isso torna as coisas um pouco menos interessantes, principalmente a falta motivação do protagonista. Falando nele, desta vez, o jogador cria um personagem, com a possibilidade de alterar a aparência e escolher até o sexo. São poucas opções.

A mudança de Oriental para Medieval é diferente e inusitada, mas nem de longe parece uma evolução. As armas medievais iniciais, que o jogador recebe, são horríveis e não demora muito para aparecer alguma arma oriental, que dão mais sentido aos movimentos acrobáticos do personagem.

– Mudanças na monetização

A Nekki fez a lição de casa com as grandes produtoras e trocou o sistema simplificado de compra de armas pela aleatoriedade. Agora não é mais possível comprar aquela arma fodona que alterava imediatamente os combates. Em Shadow Fight 3, temos um sistema de ganho aleatório de armas e um sistema de pacotes de cartas.

shadow-fight-3-screenshoot-4 Shadow Fight 3: primeiras impressões sobre o novo game de luta

Vai um pacotinho aí?

Esses sistemas novos promete deixar as coisas mais lentas (e chatas) já que será possível tirar cartas de armas repetitivas e passar um bom tempo tentando evoluir. Talvez venha daí a demora para lançar o game. O sistema de cartas ainda parece muito cru.

+Prós

  • Gráficos bonitos em 3D
  • Boa compatibilidade
  • Jogabilidade precisa

-Contras

  • Sistema de cartas
  • Exigência de conexão online
  • História pouco interessante

– Conclusão

Shadow Fight 3 é uma evolução clara em relação ao segundo game, mas ficaram algumas arestas para aparar. O modo história precisa de melhorias e o começo do jogo é enfadonho. Mas a evolução gráfica e o possível fim do limitador de energia são motivo de comemoração. Porém, o mesmo não pode ser dito da necessidade de conexão online. Vamos torcer que isso seja removido até o lançamento do game.

Shadow Fight 3 será lançado para iPhone, iPad e dispositivos Android no dia 16 de Novembro de 2017. O game terá versão para PCs com Windows 10 também.

– Quer testar o game agora? Veja como!

Caso queira testar o jogo, você pode baixar o APK no site APK Pure e utilizar uma VPN (com servidor no Canadá). A melhor VPN atualmente é a OpenVPN, não precisa de cadastro, basta baixar um perfil de VPN e iniciar o app de VPN por ele. Mantenha a VPN ligada durante toda a jogatina e boa diversão.

Publicidade

Quer colaborar? Envie sua dica para o e-mail: dicas[arroba]mobilegamer.com.br.
Não se preocupe, não precisa ser um expert,basta ser apaixonado pelo assunto. Que assunto? Nossos amados jogos para celular.