O celular virou o computador pessoal

21 de Abril de 2015 . Atualizado 21/04/2015

smartphone-computador-pessoal O celular virou o computador pessoal

Corta aquela onda de que “smartphones são modinha”, ok? Uma pesquisa publicada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que, no Brasil, mais da metade dos dispositivos, de qualquer natureza, conectados à internet são “celulares inteligentes”. Ao todo, no Brasil, temos 154 milhões de smartphones ativos.

Em contra partida, o número de computadores (PC, note, net, tablets e etc) é de 152 milhões. Veja bem, nessa categoria estão inclusos os tablets, que são basicamente smartphones grandes. Isso demonstra que a maioria da população tem mais afinidade com sistemas operacionais como Android, iOS e Windows Phone, do que com SOs de computadores.

Veja também: Cinco Motivos que Fizeram a Nintendo Investir em Jogos para Celular

A pesquisa da FGV também demonstra a primeira queda na venda de computadores e tablets depois de 30 anos. Segundo o estudo, no ano de 2014, essa categoria teve redução de 10% em suas vendas, mesmo com a adição dos tablets à categoria.

Por fim, o relatório se demonstra otimismo com relação aos PCS e tablets, informando que em 2018, teremos um dispositivo para cada habitante, claro, descontando os smartphones.

– Smartphones, os novos “computadores pessoais”

É no mínimo curioso, há 20 anos atrás, quando comecei a usar um PC, sabia que o computador era o dispositivo para chamar de seu. Hoje, essa alcunha é dada aos smartphones, que é sem dúvida, o dispositivo mais pessoal de todos.

As pessoas fazem tudo no smartphone, e a usabilidade de sistemas como Android, iOS e Windows Phone, surpreende qualquer um. Na minha experiência pessoal é comum ver pessoas idosas usando qualquer um dos três sistemas com destreza. Os mais jovens então, nem preciso mencionar que parece que as crianças já “nascem sabendo usar”.

Para quem trabalha com tecnologia pode parecer loucura, mas basta uma rápida visita a qualquer casa de classe média ou baixa, no Brasil, para ver que muitas delas sequer têm um computador ou notebook, já smartphones, é um para cada pessoa da casa.

No futuro próximo acho difícil a situação reverter. A indústria de tecnologia parece correr para oferecer a próxima “big thing”, mas duvido, e muito, que algo tirará a atenção dos usuários dos smartphones nos próximos 10 anos. Pensava-se que os tablets fariam isso, mas desde 2012 vejo esse setor estagnado e agora em 2014, apresentou contração.

– A maior plataforma de jogos do planeta

Com um índice de penetração sem precedentes, os smartphones roubaram do computador outro troféu, o de maior plataforma de jogos. Segundo uma pesquisa da Newzoo, os smartphones superarão o PC, como maior plataforma de jogos, já em 2015. E não estamos falando de quantidade de jogos ruins, mas sim de faturamento.

Hoje em dia, o mundo é bem diferente dos anos 90. Mario e Sonic não são mais referências de jogos infantis e as crianças de hoje são introduzidas aos jogos eletrônicos através de games como Subway Surfers, Angry Birds, Clash of Clans, Candy Crush Saga, Zombie Tsunami e muitos outros.

 

Fonte: Economist , Convergência Digital , Game Industry

 

Leia também:

Cinco Motivos que Fizeram a Nintendo Investir em Jogos para Celular

Jogos de celular estão ficando mais populares que jogos de consoles?

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.