Análise do controle iCade ION – Transformando o iPad num arcade

3 de fevereiro de 2014 . Atualizado 16/07/2014

Analisamos o mítico controle iCade para iPad. O gadget que começou como uma brincadeira de primeiro de abril, não é só realidade como um excelente controle. Sua temática old school é para lá de saudosista, confira a nossa análise desse excelente controle.

análise-iCade-1 Análise do controle iCade ION - Transformando o iPad num arcade

Quem disse que a era dos arcades acabou?

Controle com pegada Old School

A geração que pegou a era dos fliperamas em sua infância já está na marca dos 30 anos, ou seja, o mundo está sendo tomado por toda uma nova geração de ex-adolescentes saudosistas que acabaram de se dar conta de que realmente o tempo voa. Um dia o Think Geek fez uma brincadeira de primeiro de abril mostrando um controle de arcade que era uma mini cabine arcade que usava o iPad como tela, o que atingiu em cheio o coração dessa massa de saudosistas. Afinal, quem dessa geração nunca sonhou acordado com a possibilidade de ter um fliperama em sua casa? Era uma tão ideia genial que as pessoas se perguntavam: “Como pode isso não ter sido inventado ainda?”. A receptividade àquela brincadeira foi tão grande e positiva que a piada acabou se tornando realidade e assim nasceu o iCade. Dito isso vamos ao que interessa que é saber se o controle presta ou não.

Análise-iCade-iPad-2 Análise do controle iCade ION - Transformando o iPad num arcade

iCade é bem construído e sólido. Ideal para todas as idades.

O aparelho é de fácil montagem, ele possui poucas peças que se encaixam intuitivamente e mesmo assim possui um manual que explica de forma direta e bem ilustrada. Não sei qual é o material que compõe as placas da cabine, mas ele é muito bom, bem mais resistente e sólido que aquele compensado usado em móveis vagabundos.
Montado de forma correta e sendo usado de forma adequada o iCade não passa qualquer sensação de fragilidade, no entanto é preciso um certo cuidado com os adesivos para que eles não comecem a descolar nas pontas.

Após a montagem basta inserir duas pilhas AA que já vem inclusas e fazer a conexão com o iPad, o que é a parte mais complicada. A parte interior da tampa superior mostra a que números os botões correspondem, você precisa então ligar o bluetooth do tablet, entrar nas preferências e, quanto a busca estiver sendo feita, pressionar uma combinação de botões que é informada no manual. Isso me exigiu alguns minutos fazendo tentativas, mas sendo feito essa primeira vez, depois basta ligar o bluetooth e apertar qualquer botão do iCade.

Análise-iCade-iPad-8 Análise do controle iCade ION - Transformando o iPad num arcade

Visual do iCade é completamente saudosista.

Respostas surpreendentes

Assim então chega a hora da verdade que é saber como o controle funciona. Felizmente a resposta é que ele não só não decepciona como surpreende. O tato, o som que os botões fazem ao serem pressionados, o barulhinho que a manete faz ao ser movida… Todas as sensações que envolvem o ato de jogar com um controle arcade são extremamente fiéis às originais. Vale destacar também que a cabine serve perfeitamente para o iPad em qualquer posição para você escolher a que for melhor para o jogo.

No começo tive a impressão de que a manete era um pouco mais mais dura que o normal (ok, vá sem frente, pode rir), mas com o passar de algumas horas me acostumei totalmente. O consumo de energia é surpreendentemente baixo, até hoje só troquei um par de pilhas depois de, pelos meus cálculos, cerca de 10 horas ou mais de uso.

Análise-iCade-iPad-12 Análise do controle iCade ION - Transformando o iPad num arcade

Detonar Double Dragon no Hard agora é fácil.

Se os produtores do controle fizeram um grande trabalho, o mesmo pode se dizer dos desenvolvedores dos jogos. TODOS os que experimentei funcionam perfeitamente sem qualquer tipo de problemas como atrasos de resposta ou sensibilidade ou velocidade de movimentos. A sensação que os jogos proporcionam é a mais natural possível, parece que que eles nasceram para responder e funcionar perfeitamente aos comando do controle assim como era nos arcades.

 

Vale a pena comprar?

Agora que sabemos que o controle é muito bom, resta uma última pergunta: Vale a pena comprar? A resposta vai depender muito do quanto você gosta da biblioteca de jogos compatíveis, pois não são todos os jogos. A caixa vem fazendo referência ao emulador oficial de Atari, mas é bom ressaltar que o não são apenas aqueles títulos que são compatíveis (a lista atualizada está no fim do post). O que é realmente ideal é um emulador mame para jogar todos os clássicos dos fliperamas, o que não há na App Store, pois emuladores não oficiais são contra as políticas da Apple.

No começo de 2013 vazou na App Store durante algumas semanas um emulador mame gratuito em forma de um inofensivo jogo, quem assim como eu aproveitou a oportunidade para baixar, vai formar com ele e o iCade uma dupla tão perfeita quanto Lennon e McCartney. Quem não teve a oportunidade não precisa desanimar, a lista de games compatíveis segue crescendo.

Em resumo, o controle é bem feito, pensado nos mínimos detalhes para proporcionar uma experiência bastante fiel aos jogadores e é uma óbvia recomendação a quem sente saudades dos arcades. Quem não viveu aquela era não sei se teria interesse nele por mais de 10 minutos. O iCade custa 100 dólares nos EUA e aqui no Brasil pode ser encontrado no Mercado Livre por valores que geralmente variam entre 400 e 500 reais.

CLIQUE AQUI para conferir a lista atualizada de jogos compatíveis.

Confira o trailer do iCade no vídeo

Para maiores informações CLIQUE AQUI para conferir a página oficial do iCade.

Publicidade

Quer colaborar? Envie sua dica para o e-mail: dicas[arroba]mobilegamer.com.br. Não se preocupe, não precisa ser um expert,basta ser apaixonado pelo assunto. Que assunto? Nossos amados jogos para celular.