A Era dos Dragões – especial com os processadores Snapdragon

1 de junho de 2013 . Atualizado 26/07/2013

qualcomm-snapdragon-820x460 A Era dos Dragões - especial com os processadores Snapdragon

2013 é a era dos dragões, e não estou falando de nenhum calendário chinês, mas sim dos processadores Snapdragon da Qualcomm que estão dominando o mercado de smartphones com Android este ano. Praticamente tudo de bom que sai com Android, vem com o selinho Snapdragon na caixa. Por quê? Respondendo de forma simples: por que são muito bons e dão ótima “sobrevida” ao smartphones e tablets.

Até a Samsung este ano tem se rendido ao poder dos dragões. Este ano, a empresa apresentou duas versões do seu smartphone top de linha, o Samsung Galaxy S4, uma com Exynos Octa-core e outra com Snapdragon 600 (CPU Krait e GPU Adreno 320)  . O motivo dela ter feito isso? Talvez seja para evitar um “battery gate” ou “heat gate”, já que o Exynos Octa-core esquenta até 50°C fazendo sua bateria ser drenada rapidamente durante tarefas mais pesadas, como apontou o review do site Baixaki.

Com a adesão da Samsung no seu smartphone mais conhecido, os Snapdragons tem dominado o mercado com outro fator interessante, o baixo custo.  Até a Apple está preocupada com o sucesso da Qualcomm e os seus dragões, duvida? Veja aqui.

A “sobrevida” criada pelos processadores Snapdragon é tão grande que ele não faz feio para smartphones dois anos à sua frente. Veja o comparativo abaixo entre um smartphone de 2010 com Snapdragon e um smartphone de 2012

 

A História dos Snapdragons

Os dragões da Qualcomm começaram sua história no final de 2008 (apesar de eu só ouvir falar deles em 2010).  O primeiro modelo de  Snapdragon S1 lançado, foi experimentado por fabricantes asiáticas como HTC e Huawei. Ele tinha processador single-core de apenas 528MHZ. A segunda geração do S1 já foi imortalizada com ótimos smartphones como o Nexus One e HTC HD2 (comecei a acompanhar a partir daqui). Para você ter uma ideia da potência, em 2009, o HTC HD2 já vinha com 1GHZ e ele atualmente consegue rodar até uma versão customizada do Android 4.1 Jelly Bean.

htc-hd2 A Era dos Dragões - especial com os processadores Snapdragon

Smartphone vinha com Windows Mobile, mas atualemente roda até Android Jelly Bean (Foto: Divulgação)

No Brasil, a proliferação dos Snapdragons começou mesmo com Sony e LG. Essas duas marcas bem conhecidas dos consumidores brasileiros trouxeram a segunda geração de Snapdragon, conhecida como S2. O S2 equipado com GPU Adreno 200 e 205  equipa smartphones como o Xperia Arc e nosso querido Xperia Play. Os smartphones dessa época (2011) com Snapdragon ainda hoje garantem uma reprodução de games razoável, perdendo apenas na quantidade de memória RAM.

Em 2012 a Qualcomm desenvolveu o Snapdragon S4, processador que equipa a maioria dos smartphones top de linha atualmente. HTC One, Samsung Galaxy S4, Sony Xperia Z, Nexus 4 e outros.

 

O que o futuro reserva Snapdragon 800 (Snapdragon s5)

Tecnologia de ponta é uma terminologia que não existe no mercado smartphones. Se um smartphone poderoso é produzido hoje, amanhã surge um mais potente e a Qualcomm já está preparada para o amanhã. Isso mesmo, o Snapdragon S4 que equipa seu Galaxy S4 ou o HTC One dos seus sonhos já é passado para a fabricantes dos dragões.

A série 800 trará clocks ainda mais altos chegando a 2.3GHZ e uma nova GPU a Adreno 330. Esse novo “S5” poderá reproduzir vídeos em Ultra HD, 4k! E fazer fotos em até 55MP! Os primeiros smartphones, tablets, Smart tvs e settop boxes podem chegar já no meio deste ano.

 

Via: Gizmodo.com.br/snapdragon

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.