A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

17 de fevereiro de 2013 . Atualizado 04/10/2013

Em outubro deste ano (2013), o Nokia N-gage completa 10 anos. O smartphone foi a tentativa da Nokia para entrar no mercado de jogos portáteis e concorrer diretamente com aparelhos como Sony PSP e Nintendo DS. O celular gamer da Nokia tinha uma tela pequena e preços elevados, ele chegou ao mercado custando por volta de R$ 1.700,00. Confira a história desse aparelho que cimentou o cenário para o mercado de jogos para celular.

nokia-n-gage A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

O N-Gage era o celular/smartphone videogame da Nokia (Foto: Divulgação)

 

De volta para o passado

Estamos em abril de 2003, esqueça celulares Java com processador de 1GHz e smartphones com processadores de múltiplos núcleos e telas Retina. O primeiro N-Gage, denominado posteriormente por “Classic”, tinha tela de apenas duas polegadas e processador ARM de 104mhz. O Nokia N-Gage Classic tinha 13,36 cm de comprimento por 6,95 cm de largura e 2 cm de altura. Comparados com outros videogames portáteis lançados na mesma época, costuma-se dizer que ele é a versão melhorada de um Gameboy advance, pois oferecia um hardware parecido, mas com a comodidade de ser também um celular.

Confira as especificações do smartphone

Especificações técnicas
Nome: Nokia – N-Gage
Sistema: Softwares Symbian OS (com Java 2 Micro Edition (J2ME))
WAP: xHTML
Tela: 176 x 208 px de 4096 cores
Memória 3.4 MB
Slots de expansão: MMC (Para Games)
Tons de Ring : MIDI / MP3 / ACC / WAV
Bateria : 850 mAh Li-Ion.
Conectividade : Bluetooth
GPRS:Class B / 3+1 / 2+2
HSCSD: 43.2 kbps
PC Sync:SyncML
Dimensões x Peso: 134 x 70 x 20 mm, 137 gramas.
Preço de lançamento nos EUA : $ 350 (Vendido no Brasil na época por R$ 1.700,00)

O anúncio do N-Gage,  para o público alvo, os gamers, ocorreu na mítica E3 (Electronic Entertainment Expo) em maio de 2003. A Nokia, líder no mercado de smartphone nesse período, resolveu entrar no mundo dos games.

N-gage-apresentacao-EA-2003 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

Apresentação do N-Gage na E3 de 2003 (Foto: Nokia)

Vídeo de apresentação do N-Gage na E3:

Entrevista com o Diretor Sênior da Nokia, durante o lançado do N-Gage.

A entrevista em si, feita pelo Site Kikizo, vale apenas para ouvir Ikka Raiskinen, Diretor Sênior da Nokia, citar palavras como “Social Gaming” e “compartilhar”, isso há 10 anos atrás. O mais legal e bizarro do vídeo, é ver parte da conferência de apresentação do aparelho para a imprensa, com cantores de rap e uma mulher tirando a roupa para apresentar o preço do smartphone, que pena que a moda não pegou. Mas a conferência entrou para a história como uma das mais bizarras de todos os tempos, perdendo apenas atualmente para a da Qualcomm na CES 2013.

Híbrido de nascença, o N-Gage causou estranheza no mercado, por ser o primeiro de sua geração a incorporar e ser “vendido” como um celular, game portátil e player de MP3. Para carregar os jogos era necessário comprar cartões MMC que exigia que o usuário trocasse de cartões caso quisesse ouvir músicas ou acessar dados de outros cartões.

A aparência do smartphone era de que ele estava mais próximo de um game portátil do que de um celular comum. A  Nokia trabalhou em especial neste aparelho para construir algo resistente, durável e que tivesse uma boa autonomia da bateria Para jogar era necessário manter o aparelho na horizontal. A tela do N-Gage era vertical, uma tendência para a época, mas que se revelaria um do motivos do aparelho ter fracassado posteriormente.

N-gage-sidetalking A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

Outro motivo para o fracasso do N-Gage era ao atender ou fazer chamadas telefônicas, o aparelho que parecia ideal para games virava algo bizarro ao fazer uma ligação em público. Seu formato estranho virou motivo de piada na Internet, onde o N-Gage era comparado a um “taco”, comida mexicana.

Chamado de Side Talking esse “problema” resultou em uma rejeição grande  que aliada a outros problemas resultou em uma vida curta para o N-Gage. A Nokia ainda tentaria novamente com o N-Gage QD, lançado em 2005, uma versão melhorada que apesar de corrigir erros do seus antecessor ainda trazia uma tela pequena e preços elevados.

O público alvo do N-Gage era os adolescentes, o aparelho foi lançado oficialmente em Outubro de 2003 e teve lançamento também no Brasil com ampla publicidade em revistas de games. Se R$ 1.700, 00 pode parecer um valor razoável hoje em dia, imagine há 10 anos atrás.

Hoje em dia, o aparelhinho da Nokia virou raridade entre Geeks colecionadores, principalmente para os amantes da “tecnologia móvel”. Alguns cartões com jogos do N-Gage chegam a custar mais caro do que custavam na época o lançamento do celular.

n-gage-qd-system-comparison-shots-20040728035918296 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

De cima para baixo: Gameboy Advance, N-Gage Classic e N-Gage QD (Foto: IGN)

 

OS JOGOS (O mais importante)

O N-Gage tinha o potencial gráfico semelhante ao GameBoy Advance, porém pela insistência dos desenvolvedores em fazer jogos 3D, muitas vezes as pessoas pensavam que ele tinha o poder de um Playstation One. A biblioteca de jogos do N-Gage é pequena com apenas 63 jogos no total. Na realidade foram 64 jogos, se contar com um game que vinha no CD de instalação do N-Gage QD.

SonicN07 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia Pandemonium04 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia Tomb-Raider_02 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

asphalt01 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia 1 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia requiem04 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

colin05 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia callofduty02 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia kof-n-gage A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

Lista com todos os jogos lançados para N-Gage, cada link leva para o site ovigaming, onde será possível conferir uma descrição e imagens do jogo.

Video com uma coletânea impecável de jogos do N-Gage, se você é colecionador, pegue um balde ou lenço.



Publicidade

 

N-Gage Arena (A primeira rede social de games mobile)

ngage_arena A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

N-Gage Arena permitia baixar jogos e jogar online (Foto: Divulgação)

O N-Gage foi o primeiro smartphone onde era possível jogar online com outras pessoas. Vários jogos eram compatíveis, em outros era possível apenas compartilhar pontuações. Dentro dessa rede criada pela Nokia, também era possível baixar trailer, fazer downloads de demos de jogos e ler notícias sobre seus games preferidos. Nem precisamos dizer que o Mobile Gamer foi criado tendo a N-Gage Arena como inspiração.

ngage_launcher A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia pic92 A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

 

Morte e sobrevida do N-Gage
Após sua morte prematura, devido a vários problemas como preço elevado e SideTalking, o N-Gage teve uma ótima sobrevida, em parte pelo “destravamento” do aparelho, o que permitiu que vários usuários baixassem os jogos ilegalmente sem a necessidade de comprar os caros cartões MMC. Muitos softwares também eram facilmente pirateados sem necessitar de nenhum crack ou número serial, com isso, o usuários achavam normal, encher o N-Gage com jogos e aplicativos piratas.

Ainda que fosse uma prática ilegal, tal atitude revelou o potencial do aparelho, que iria além, do que a Nokia havia previsto. Era possível ver filmes com ótima qualidade, navegar na web com o navegador Opera, usar MSN e muito mais. Grande parte dos aplicativos que nasceram naquela época, tem versões para Android, iOS, Windows Phone e outros sistemas, hoje em dia.

.smallvboy A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

Outro fator que deu uma sobrevida ao N-Gage foram os emuladores. Graças ao seu formato de videogame portátil e ao seu hardware, era possível jogar confortavelmente jogos do Mega Drive, Game boy Color e Super Nintendo. Alguns emuladores conhecidos são Vboy, PicoDriver, VSUN e SMS PLUS.

 

O Adeus do N-Gage

ngagephones A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

E inegável que embora tenha sido um fracasso comercialmente, o N-Gage pavimentou toda a estrada para que os jogos de celular e smartphones ganhassem a visibilidade que temos hoje. Ainda que as pessoas não quisessem o aparelho N-Gage para jogar, elas queriam seus jogos em outros celulares. E foi por isso que a Nokia apostou em uma segunda versão, mas rebatizando como uma plataforma e não como um smartphone.

Nós todos sabemos onde essa história foi parar. A Nokia sempre teve um grave problema de compatibilidade e distribuição que dificultava a vida dos desenvolvedores e também dos consumidores. Acreditando muito pouco em um mercado de enorme potencial. Hoje, o N-Gage é passado, mas ainda sim, um passado importante dos jogos de celular.

 

Alguns papéis de parede para o pessoal:(todos relacionandos ao N-Gage e seus jogos)

wallpaper038yj.th A História do N-Gage, o celular videogame da Nokiaashen1024x7681ih.th A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia1024x7685lm.th A História do N-Gage, o celular videogame da Nokiaone1024x7688hj.th A História do N-Gage, o celular videogame da Nokiaskull1024x7689ac.th A História do N-Gage, o celular videogame da Nokiaglitterboys1xg.th A História do N-Gage, o celular videogame da Nokia

 

Comerciais do N-gage

Referências: forum outerspace e ovigaming

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Anonymous

    Rodrigo Pereira, dizChupa NOKIA!!!! Agora a SONY vai lança o Xperia Play e vai mostrar como vocês deveria ter feito e tratado seus clientes!Primeiro foi o N-Gage Clássico que faltou apoio da própria NOKIA.Depois lançaram o N-Gage como um programa para instalar nos "N Series", também morreu por falta de apoio da NOKIA.Completa falta de respeito ao consumidor!Vai SONY e mostra como se faz, deixa o N-Gage na lembrança!!P.S:: eu tenho o N-Gage clássico e o N95 8GB!!São ótimos e vendo por nada!!A Nokia têm que aprender a escutar seus clientes e apoiá-los, deixar de dormir em berço explêndido e ser autoritária e egocêntrica!

    • lesomora

      sinceramente cara tive ambos tanto Xplay e N-Gage “por causa do KOF IP que me faz comprar qualquer console” e sinceramente o XPlay tbm não foi te tanto sucesso nem preciso dizer por que mas tudo bem oo/

    • lesomora

      ainda tenho meu KOF *—————————————*

  • Dário Coutinh

    Acho que a Nokia sempre tratou seu clientes muito bem, com exceção do modo de ligar do N-Gage clássico, aquilo era realmente estranho.Porém quem a Nokia não gosta de apoiar são os desenvolvedores. A Apple gastou milhares de dólares, divulgando e oferecendo suporte a sua SDK.A Nokia nunca fez nada parecido, sempre deixou os devs na mão. A grande cartada do Xperia Play na minha opnião é o suporte da Sony Entertainment com certificados oficiais da familia playstation e não bastasse isso, lançará a cross plataform Playstation Suite.Vem muita coisa boa por aí

    • lesomora

      cara no caso do XPlay não foi o suporte da Sony “tanto que se vc pegar o primeiro MC2 que saiu pro Xplay o suporte ao touch pad é horrível mas horrível mesmo não dava pra jogar isso pq era pra ser um analógico ai no MC3 o mesmo problema que só foi resolvido depois de meses com o lançamento”

      pra mim a cartada da Sony foi a mídia que pra variar aumentou o valor do produto, a inovação do touch pad “que sinceramente vc pagava 1800 no celular na epoca pode crer que 1000 era só pro touch pad” e as empresas ficando empolgadas em produzir jogos já que a midia estava fazendo todo o trabalho da Sony em divulgar o aparelho…..por mais que Sites como Gsmarena, Gizmodo dentre outros demonstravam que o aparelho não era tudo isso a mídia crescia mais e mais tanto que foi o único aparelho da Sony que ganho destaque em comercial próprio exibido na TV aberta algo que até hoje nunca mais vi

      a cartada foi o impacto que causou e a mídia inflando o aparelho

      • Dario Coutinho

        Ultimamente tenho percebido esse “estranha” sobrevida do Xperia Play, que com certeza é muito boa para os usuários. O aparelho continua incrível, mesmo passado 2 anos do seu lançamento. O touchpad é mesmo genial, uma grande sacada que não sei como não copiaram ainda. O único problema é a pouca RAM, se tivesse mais uns 256MB rodaria até Jelly Bean com certeza.

        Mas levando em conta a época em que foi lançado, um período de transição, acho o design do Xperia Play PERFEITO. Não corrigiria nada, só o preço mesmo..hehe.

        O que me dá uma certa raiva, mesmo, é essa insistência de várias empresas de querer criar um “iPhone Killer” muito parecido com o iPhone. Sério, isso tem que parar. Espero que a Sony invista novamente em seguimentos separados e não tem criar a sua versão “iPhone”. É como se o cliente fosse forçado a usar um tipo de camiseta apenas.

        Como uma empresa que tem grande parte de sua receita vinda da divisão de entretenimento e jogos, é essencial que a Sony tenha um smartphone que represente tudo isso. O que ela precisa é parar de ficar em “cima do muro” e lançar logo um Xperia Play 2, com integração ao PS3 e 4 e a possibilidade de jogar games do PSP e PS1, sem lenga-lenga e sem mimimi, apenas acessando a PSN e comprando as paradas.

        • lesomora

          Sim essa “estranha” sobrevivência é pq vc ainda acha o aparelho para se comprar e mesmo ele não sendo tão bom se tornou extremamente popular ainda mais aqui no brasil
          só entrar no GSMfans que vc vai ver uma parte dedicada do Xplay que vive bombando cheio de usuários On-line e com bastente posts e novidades a cada mês oo/

          pra mim o que quebrou as pernas do Xplay obviamente a pouca Ram 512mb “que na real fica 480” e possivelmente a Chipset que já poderia ter sido um pouco melhor se comparar com o mercado na época a Sony tava um tanto quanto ultrapassada ¬¬

          ai venho as promessas de jogos grandes como uncharted rodar PSP nativamente nada disso chegar ¬¬

          sinceramente a pior coisa pra um consumidor não é se decepcionar com o aparelho “hardware ou que for” mas sim com as possíveis premissas que fez com as noticias que a própria sony vinha dizendo

          tbm acho isso irritante especialmente vindo de parte da Samsung ¬¬

          Sony tenta mas não consegue a Samsung já consegue um resultado diferente

          exemplo S voice dela ¬¬

          segundo exemplo o A6 e A6X é um hibrido de A7 A9 e A15 o que a Samsung me faz muda toda a linha de processadores dela reformula tudo o GS4 não era pra vir 4 A9 e 4 A15 mas pra tentar se igualar ao mercado ela fez………………Isso que quebra as pernas pra mim

          e possivelmente o mesmo que aconteceu com o GS3 vai acontecer com o GS4

          deixa a LG ou HTC lançar um aparelho com 3GB de Ram que no mesmo mês sai um rumor de um GS4 com 3GB de ram e no outro mês se confirma

          sinceramente é Cuspir na cara do consumidor

          tanto que vendi meu Xplay………..mantive meu Iphone 4 e o Ipad 3G vendi tudo relacionado a android
          XDXD

          mas sinceramente gostaria de pegar um GS4 e futuro Note 3 pq a emulação de PSP e outros funcionam melhor que no IOS “por que não sai quase nada tbm” ¬¬

  • Cara, parabéns pelo post e a riqueza em detalhes, N-gage vai deixar saudades, acho que de certa forma ele mostrou que os celulares poderiam servir também como uma plataforma mobile de games, foi um começo, pena a nokia ter perdido tanta força no caminho, novamente meus parabéns.

    • Dario Coutinho

      Valeu, pretendo fazer um desses “artigos retro” com o Windows Mobile também, Ele teve alguns jogos exclusivos que foram muito bons. Só acho celular bom e principalmente barato com Windows Mobile pra vender.

  • Uau, que nostalgia. Ter um desses aparelhos era uma dos meus sonhos.

    • Dario Coutinho

      Comprei o meu faz uns 3 anos. Tenho apenas alguns jogos, mas espero completar a coleção…rs

      Tenho vontade de ter o Xperia Play também, mas quero pagar barato, afinal, assim como o N-Gage é um aparelho que vai passar muito tempo “encostado”.

      Outros aparelhos que tenho interesse para colecionar são: Nokia N81, qualquer um com Windows Mobile 6, Sony Vaio UX e Nokia QD.

      Quem quiser me enviar um de presente, já sabe! ;D

  • Eu sei bastante sobre esse celular, afinal fiquei com o meu durante 4 ANOS!

    Isso em 2008 a 2012, ou seja, numa época onde já existiam aparelhos com telas maiores e processamento muito superior. Então posso dizer que o que matou o n-gage não foi sua bizarrice e sim a burrice da Nokia. O esquema de MMCs foi horrível e o fato de muitas pessoas o julgarem como um console, sendo que ele também era um smartphone, um dos primeiros symbian que surgiram. Se ela tivesse descoberto que ele conseguiria fazer tanta coisa com emuladores e até vídeos .avi poderia ter focado muito mais nas funcionalidades dele.

    Hoje eu olho pra ele e vejo como sua tela é pequena e escura, e me pergunto como eu assistia vídeos legendados naquela telinha de 176×208! Mas não me arrependo: os seus jogos eram espetaculares e por mais que todos ficassem zoando o tamanho do aparelho e seu formato peculiar,e ra só eu mostrar um Red Faction, um Splinter Cell ou um Call of Duty pra qualquer um calar a boca na hora!

    N-gage é mais um exemplo de como a Nokia ficava à frente do seu tempo.

    • eu conseguia instalar o app n gage em aparelhos da familia E e N, e realmente era muito bacana… era viciado em reset generation… symbian era o verdadeiro sistema operacional mobile.

  • O NGage era feio. EU gostava mesmo era de rodar seus games em aparelhos da familia “N”, bem melhores e “com cara de smartphone”