Review: Espgaluda II (iPhone)

4 de Fevereiro de 2011 . Atualizado 04/02/2011
espgaluda2 Review: Espgaluda II (iPhone)

Um gênero pouco jogado hoje em dia é Shoot ‘em up (jogos são popularmente conhecidos como “jogos de navinha”). Este gênero fez muito sucesso antigamente, sendo um dos alicerces fundamentais dos jogos Arcade. Se você se assusta com a quantidade de FPS hoje em dia, deveria ver nos anos 70 a 90 onde choviam balas literalmente.

O jogo da resenha de hoje não é exatamente um jogo novo, Espgaluda II foi lançado originalmente para máquinas arcade em 2005, sendo a sequência direta de Espgaluda. A Cave, empresa responsável pelo game, é uma das poucas que ainda alimentam esse estranho gosto de ver um sem número de balas na tela. O game não é apenas um shoot ‘em up, ele se enquadra em um gênero específico, denominado Bullet hell (inferno de balas) ou Maniac Shotter.

raizingtributethumb4fl Review: Espgaluda II (iPhone)
Game em sua versão original! Terapia para “maníacos”

História

O jogo acontece em uma terra fictícia denominada Shinra, três anos após uma guerra maciça conhecida como, “A Grande Guerra de Shinra”, devastou o planeta. A humanidade é forçada a se retirar em prol da sobrevivência do planeta.

Porém existem aqueles que querem o domínio das máquinas, eles chamam o país agora de Soma. Um alquimista chamado Hiodoshi liderou um projeto chamado Espgaluda, que reuniu jovens para lutar por Shinra. Eles foram então chamados de Galuda (ou Garuda, em referência a mitologia Hindu).

Ageha e Tateha foram os dois protagonistas do jogo anterior. No final de Espgaluda I, eles se reuniram com sua progenitora e viviam em paz. Porém em Espgaluda II, eles são descobertos.

Protagonistas

  • Asagi (12 anos) – Foi a terceira “garuda” desenvolvida no projeto e protagonista de Espgaruda II. Ela tem o tiro normal mais fraco dos três personagens principais. Ela é dublada por Ikumi Fujiwara, enquanto seu homólogo masculino é dublado por Yuki Fuji.
  • Ageha (21 anos) – Irmão mais velho de Tateha. Foi o protagonista do primeiro jogo. Seu tiro é reto é muito forte. Ele é dublado por Shuya Kishimoto, e sua contraparte feminina é dublada por Aiko Igarashi.
  • Tateha (19 anos) – Também é protagonista do jogo anterior. Ela é irmã mais nova de Ageha. Seu tiro é o que ocupa a maior parte da tela. Ela é dublada por Emi Kawauchi, e sua contraparte masculina é dublado por Kyo Sakai.

Chefões

  • Tsubame (10 anos) – Principie de Soma. Ele é o filho do governante do Soma e é o primeiro chefe do jogo.
  • Madara (27 anos) -É um maníaco do exército de Soma que você enfrenta no meio da segunda fase e novamente na 4ª fase.
  • Janome (11 anos) – Princesa de Soma, chefe da 3ª fase.
  • Seseri (15 anos) – Uma sobrevivente da Grande Guerra Shinra, Soma salvou sua pátria à beira da destruição. Seseri é a chefe da 5ª fase.
  • Kujaku é o segundo chefe da fase 6, formado a partir de uma fusão dos irmãos Tsubame e Janome.

Gráficos e Jogabilidade

A versão para iPhone ficou muito semelhante ao jogo original. Os gráficos receberam um leve “downgrade” e não ficam tão limpos quanto a versão para Arcade. Mas a trilha sonora alucinante manteve-se a mesma.

Na parte de comandos, Espgaluda II para iPhone inova por trazer um controle direcional diferente. Com apenas um dedo, você usa uma área de tela como um trackpad e a personagem vai seguindo seus movimentos. Graças a isso, a tela do jogo fica bem limpa com apenas um botão de pause e outro botão: o Perception button.

A jogabilidade é dividida em “iPhone mode” e “Arcade Mode”. Com o botão de Awakening Mode presente em ambos. No iPhone mode, quanto esse botão é pressionado, você pode lançar ataques direcionados tocando (com o dedo mesmo) os inimigos. Já no Arcade mode o jogo retorna o modo original – ao pressionar o botão de Awakening Mode as balas inimigas ficam mais lentas e seu ataque melhora substancialmente. Em ambos os modos, o Awakening Mode depende de quantidade de cristais que você coleta.

Sabendo de tudo isso. só nos resta explodir tudo que vier pela frente nos 6 curtos níveis do jogo – e tentar escapar das milhares de balas que virão em padrões hipnóticos e calendoscópicos, fazendo quem não conhece o jogo ficar um pouco assustado. Porém, o jogo tem um pequeno macete explicado pela imagem abaixo:

IMG_0108 Review: Espgaluda II (iPhone)

Apenas a esfera brilhante que seu personagem carrega nas costa é a chamada “hit-box” ou área de colisão. É apenas ela que não pode se colidir com nenhuma bala.

Com isso você pode até imaginar: “ah, o jogo não é tão difícil assim” – e na verdade não é! Em fácil e normal é possível zerar sem problemas, com um continue apenas. O mesmo não pode ser dito do modo hard. Podemos dizer que ele cumpre mais do que promete e deveria se chamar modo impossível. Ao perder um continue você perde todos os pontos e esse é o mote do jogo. O único objetivo do jogador é fazer mais pontos e se deleitar desviando das balas.

Veredito

EspagaludaII para iPhone é basicamente um inferno de balas onde você tenta fazer a maior pontuação possível. É um excelente jogo para testar suas habilidades em desviar de balas, mas perde alguns pontos em ser apenas isso e não trazer todo o polimento da versão para Arcade ou Xbox 360.

Nota: 7.5

Nome: Espgaluda II
Produtora: Cave
Plataforma: iPhone, Xbox 360 e Arcade
Gênero: Shoot ‘em Up!
Versão: 1.0.6
Lançamento: 2010

Bonus:

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.