Blood Strike ultrapassa 30 milhões de downloads e 73% deles no Android

O jogo de tiro em primeira pessoa (FPS) da NetEase, Blood Strike, atingiu a marca impressionante de mais de 30 milhões de downloads. De acordo com dados da AppMagic, cerca de 24,5 milhões desses downloads foram em dispositivos móveis, sendo a maioria, 22,2 milhões, realizada através do Google Play.

O jogo multiplataforma, que combina elementos de heróis e tiroteio, alcançou o topo dos downloads em 15 países, incluindo os Estados Unidos (mas não no Brasil, onde foi ultrapassado por jogos de … Super Mercado). .

O grande número de downloads de Blood Strike destaca ainda mais a importância do Android para esse tipo de jogo

Blood Strike coloca os jogadores no controle de personagens únicos chamados ‘Strikers’, seguindo o formato padrão de batalha real de jogos como Apex Legends. Os jogadores lutam para serem os últimos sobreviventes em um mapa, utilizando as habilidades únicas de seus Strikers ao longo do caminho. O jogo foi lançado globalmente em março, após três temporadas de sucesso.

Publicidade

Embora os dispositivos móveis sejam um fator importante, Blood Strike também está disponível para PC. No entanto, o fato de ainda não ter se consolidado nesse mercado indica as diferenças entre as plataformas. Com a escassez de títulos móveis semelhantes a Apex Legends, Blood Strike pode preencher a lacuna como um jogo de tiro em primeira pessoa estilo AAA.

A NetEase tem se destacado recentemente, aproveitando lacunas no mercado para fazer com que jogos como Blood Strike se destaquem. E com a Blizzard voltando para negociar uma nova parceria, após a colaboração em Diablo Immortal, parece que ambas as empresas estão confiantes sobre o que está por vir…

Mas há muitos outros jogos móveis a caminho em 2024. Por exemplo, Valorant chegará aos dispositivos móveis este ano… então Blood Strike conseguirá se manter firme diante de outro grande sucesso do estilo hero shooter?

E Warzone Mobile, como fica nessa história? O game da Activision foi marcado por grande controvérsia devido a sua incompatibilidade com vários dispositivos Android e rodando de forma ruim até mesmo nos compatíveis.

Deixe um comentário!

Fonte: PocketGamer

Google News