Vivendi desistiu da Ubisoft

4 de outubro de 2018 . Atualizado 04/10/2018

ubisoft-Yves-Guillemot Vivendi desistiu da Ubisoft

Foi uma batalha intensa, mas parece que a empresa irmã da Gameloft se salvou dos domínios da Vivendi. Segundo o site PCgamesInsider, a Vivendi vai vender o restante de suas ações da Ubisoft até março de 2019.

O conglomerado de mídia francês anteriormente parecia prestes a assumir a gigante dona de franquias como Assassin’s Creed e Rayman. Mas no início deste ano, uma parceria com a Tencent, deixou a Ubisoft com volume financeiro para brigar de igual para igual, e finamente mandou a Vivendi “catar coquinho”.

A Vivendi ainda tem quase 7% em ações na Ubisoft, que planeja vender no início do próximo ano. Avaliadas em cerca de US$ 580 milhões (cerca de R$ 2.2 bilhões de reais), essas ações estão atualmente amarradas, esperando que os negócios sejam concluídos com duas “instituições financeiras”.

A notícia deve ser um alívio para o CEO da Ubisoft, Yves Guillemot, que lutou arduamente para defender a publicadora da compra e manter a independência da empresa. Infelizmente, a empresa do seu irmão, Michel Guillemot, não teve um final feliz.

A Gameloft foi a primeira empresa a ser adquirida pela Vivendi, em 2016 ainda, e tinha planos de fazer o mesmo com a Ubisoft, mas viu a situação mudar depois que a Tencent entrou na jogada. No auge da investida, a Vivendi chegou a possuir 24% da Ubisoft.

A Ubisoft anunciou planos de recomprar – ou cancelar – quatro milhões de ações da Vivendi no início deste ano, depois que ficou claro que o potencial comprador não tinha certeza do que fazer com sua participação na Ubisoft.

Seria legal se o Yves Guillemot, usasse essa arma de $$ chamada Tencent e recompra-se a Gameloft. Não seria?

Fonte: https://www.pcgamesinsider.biz/news/67854/vivendi-plans-to-sell-all-shares-in-ubisoft-by-march-2019/

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.