Real Football 2018 chega para Celular Android e Java!

5 de setembro de 2017 . Atualizado 10/10/2017

real-football-2018-android Real Football 2018 chega para Celular Android e Java!

A Gameloft anunciou um novo jogo de futebol: Real Football 2018 para Android Java. Um game exatamente como a versão 2017, com algumas diferenças essenciais. RF18 agora é pago e para baixar, o jogador precisa acessar a loja (site) da Gameloft. Além disso, há também um novo modo multiplayer, o 5v5. Nele, jogadores se divertem em um campeonato assincrônico.

Apesar de ir na contramão de jogos mais “evolutivos” como DLS 2017 e PES 2017, Real Football 2018 conquista os fãs que procuram jogos leves e offline. Veja o trailer de anúncio do jogo:

Para quem não viu as versões recentes de Real Football, o game não é em 3D. Trata-se de um pseudo-3D com cenário em terceira dimensão e atletas em animações pré-renderizadas 2D. Apesar das críticas essa solução deixa o jogo superleve, e em telas pequenas nem chega a incomodar.

A versão 2017 virou apenas Real Football e continua na Google Play. Porém, Real Football 2018 é exclusivo da loja de aplicativos da Gameloft e custa R$ 6,99.

Vale ressaltar que esse tipo de jogo (leve e pago) faz muito sucesso em outros países como Rússia e Índia, onde a ainda existem muitos consumidores com celulares Java e Android muito modestos.

Contudo, fica claro que o projeto do Real Football não deu muito certo na Google Play, apesar da gigantesca quantidade de downloads, e agora a Gameloft puxa o game de volta para a sua “casa” como um título pago.

Link para Comprar o jogo no site da Gameloft

– Por que a polêmica? O que vocês realmente esperavam?

O foco de Real Football 2018 é outro público! O jogo é para quem possui celular com hardware “fraco”. Infelizmente para quem ainda sonha com um RF HD novo é melhor acordar! RF não briga mais com os jogos tops do mercado desde 2012.

É interessante como ainda existem essas “viúvas” da Gameloft que ainda esperam jogos com qualidade de console (não apenas nos gráficos, ok Gameloft?) tais quais a produtora fazia entre 2009 e 2013.

Pior do que essa polêmica “inútil”,  é quem ainda usa Gameloft como termômetro do mercado mobile. Essa produtora já foi ultrapassada por diversas outras “pequenas” que agora são gigantes. A Gameloft apenas “segue tendências”. Virou um “dinossauro” do setor de jogos mobile.

Publicidade

Quer colaborar? Envie sua dica para o e-mail: dicas[arroba]mobilegamer.com.br. Não se preocupe, não precisa ser um expert,basta ser apaixonado pelo assunto. Que assunto? Nossos amados jogos para celular.

  • Juan Carlos

    java de novo!

  • Lucas Pereira da Silva

    Senti um pouco de revolta da revolta das pessoas nessa noticia, e eu me revoltarei com a revolta dele pela revolta das pessoas. E sim, eu quero Gameloft de volta ao que era antes, agora, eu tenho expectativas disso? NENHUMA.

    • Dario Coutinho

      Olá Lucas,

      Como o site é um blog de opinião, tomo a liberdade para ficar “pistola” de vez em quando. Um bom exemplo disso é quando percebo que há muita gente que acha a Gameloft a única empresa relevante do mercado. Quando na realidade ela deixou de ser relevante há muito tempo. Especialmente para quem procura jogos de qualidade acima da média.

      A Gameloft atual busca apenas ficar “na média” tentando não levar prejuízo e com lançamentos que não gerem muitas despesas de R&D.

      • Lucas Pereira da Silva

        Por falar nisso, poderiam fazer uma matéria de empresas que hoje passaram a gameloft no quesito fazer jogos mais compromissados digamos assim, jogos que quase se assemelham aos que se encontram em consoles.

  • Joao Gabriel

    A gameloft anda decepcionando muito, já não é a mesma faz muito tempo. Fico satisfeito com esse formato do sonic runners adventure e o RF2018, se fosse uma produção de gráficos AAA, tenho certeza que seria gratuito, on-line, com barra de energia e compras embutidas. Não descarto completamente a possibilidade da gameloft voltar às origens, quem sabe…

  • Deyvson Tsukamoto

    Eu jogava MUITO o RF Manager que tinha na época dos javas. Esses de management que sai ultimamente não me agradam nem um pouco, triste :/

  • GF

    O jogo é porco,falar que é pra aparelhos fracos não é argumento nenhum,sendo que existem jogos melhores que isso aí (Dream League Soccer,o antigo PES 2011) e que ainda assim funcionam em aparelhos fracos.

    Prefiro jogar International Superstar Soccer (que basicamente virou PES) do que essa porcaria aí.

    Agora
    “Jogos com qualidade de console”
    “JOGOS COM QUALIDADE DE CONSOLE”.
    Não cara,Gameloft copiava bem,só isso e mais nada.
    Não eram ruins,mas mecânica dos jogos não representava nem 50% do que os jogos de console eram.

    Dando o exemplo de NOVA 3,estava jogando esses dias e percebendo como é um jogo fraco,com o esquema de gameplay extremamente linear e sem nenhum tipo de comprometimento com desafio e interação com o cenário.

    Você pega Halo 1 (que é fonte de inspiração pra NOVA na parte visual),jogo de 2001,e tem uma IA,um gameplay e um level design infinitamente melhor,pega Half Life 2 que é de 2004 e é melhor ainda.

    Pode até pegar Metroid Prime Hunters que é de um portátil,e mais puxado pro lado shooter mesmo (os outros Primes são First Person Adventure),rodando num NDS com aquele hardware limitado (mais do que seu concorrente da época) e tem um gameplay muito melhor.

    Então,não,não adianta ser saudosista também e tentar “vender” esses jogos como se fossem a mesmíssima coisa dos jogos de console,nem superestimá-la .

    Eu concordo com a crítica feita à Gameloft,mas não com o modo como você critica.