Re-Volt 3 virou um game freemium, sexualizado e cheio de propagandas

1 de dezembro de 2016 . Atualizado 14/12/2016

jogo-ta-uma-prra Re-Volt 3 virou um game freemium, sexualizado e cheio de propagandas

Quer saber como estragar uma franquia? pergunte para o pessoal da WeGo. Quando foi lançado pela primeira vez nos celulares, Re-volt era pura nostalgia, um ótimo game de corrida do Playstation e Nintendo 64 nos celulares.

O novo Re-Volt 3 é muito diferente dos dois primeiros jogos. Ele simplesmente pega tudo que a gente detesta em jogos freemium e coloca em um único app.

  • Necessidade de conexão online
  • Limitadores de energia
  • Toneladas de anúncios e mensagens antes de iniciar uma corrida
  • Pacotinhos
  • e para fechar com chave de ouro: sexualização desnecessária (fora de contexto)

Sério? Um jogo de corrida de carrinhos de controle remoto vai ter umas “gostosas” na plateia, assistindo? Que bola fora hein.

re-volt-3-sexualizacao-em-jogo-de-carrinhos-de-brinquedo Re-Volt 3 virou um game freemium, sexualizado e cheio de propagandas

Sexualização em jogo de carrinhos de brinquedos?

Fosse em outro tipo de jogo até entenderia a sexualização ou a necessidade de introdução de uma personagem “com dotes”. Mas cara, é um jogo sobre carrinhos de brinquedo. Para quê isso?

Calma que tem mais. Lotaram o jogo com métricas e monetização. Está tão cheio de números que a interface do menu principal ficou confusa.

O único aspecto positivo são os gráficos. Graças ao novo visual, o jogo possui um sistema de troca de peças que é até legal. Nele é possível ver as peças internas dos carros. Infelizmente, esse sistema só existe para monetizar o jogo ainda mais.

Esse é o estado de muitas franquias antigas atualmente. Os desenvolvedores enxergam apenas cifrões e esquecem do elemento diversão. Pegam uma ideia genial e desmembram (ou estupram) até virar uma coisa bizarra, com gameplay fragmentado e focado apenas em gerar receita.

Links do game para baixar no Android e iOS.

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.