Durante a Crise no Brasil, Google aposta em localização de preços na Play Store

17 de novembro de 2015 . Atualizado 17/11/2015

Nada de notícia sensacionalista. Decisão da Google Play mostra preocupação com os números do setor

google-play Durante a Crise no Brasil, Google aposta em localização de preços na Play Store

A crise no Brasil não está poupando ninguém! Até mesmo a Google teve que mudar algumas coisas com relação a Google Play para poder reverter os números decepcionantes que a loja apresenta quando o assunto é “venda de apps e jogos”.

Apesar do Android estar massificado no Brasil e América latina, com mais de 85% do mercado, os números de vendas de jogos, aplicativos e filmes não empolgam ninguém. Recentemente, a Google lançou uma propaganda massiva nas TVs aberta e fechada para divulgar que “não é só app não..”. Porém, os preços dos conteúdos que já eram proibitivos, ficaram nas alturas por conta do dólar mais caro.

Por conta disso, a Google anunciou durante o evento Google Playtime, realizado nesta terça-feira (17), em São paulo, que os preços dos jogos e aplicativos para Android na Google Play não será mais baseados no preço do dólar.

A partir de agora a compra mínima será R$ 0,99 (Anteriormente era R$ 2,50). Mais 16 países também receberão o novo sistema de conversão a partir de hoje. Vale lembrar que esse é o preço mínimo padrão fora de promoções.

Adotando uma estratégia parecida com a de Steam, a Google busca crescimento de faturamento no difícil mercado brasileiro, o qual é dominado completamente pela pirataria de Apps e Jogos.

Segundo a Google, a medida tem tudo para dar certo, pois há casos de sucesso nessa adoção da moeda local de cada país, ao invés de basear o preço na conversão do dólar. Na Índia, o sistema adotado foi um verdadeiro sucesso, com um aumento 27%.

Mas calma a mudança não será automática! É preciso que o desenvolvedor do app escolha reduzir o preço do mesmo para a oferta mínima. Ou seja, no caso de desenvolvedores internacionais, eles vão escolher “ganhar menos” para vender o seu app ou jogo.

Essa medida da Google não poderia ter vindo em melhor hora, nosso bolso agradece!

Comparativo com outros países:

  • Brasil: R$ 0.99 (preço mínimo anterior: R$2.50)

  • Chile: CLP $200.00  (preço mínimo anterior: CLP $500.00)

  • Colômbia: COP$ 800.00 (preço mínimo anterior: COP$ 2000.00)

  • México: MXN$ 5.00 (preço mínimo anterior: MXN$ 9.90)

  • Hungária: Ft 125.00 (preço mínimo anterior: Ft 225.00)

  • Indonésia: Rp 3,000.00 (preço mínimo anterior: Rp 12,000.00)

  • Malásia: RM 1.00 (preço mínimo anterior: RM 3.50)

  • Peru: S/. 0.99 (preço mínimo anterior:  S/. 3.00)

  • Filipinas: ₱15.00 (preço mínimo anterior: ₱43.00)

  • Polônia: zł1.79 (preço mínimo anterior: zł2.99)

  • Rússia: руб 15.00 (preço mínimo anterior: руб 2.00)

  • Arábia Saudita:﷼ 0.99 (preço mínimo anterior: 2.00﷼)

  • África do Sul: R3.99 (preço mínimo anterior: R10.00)

  • Tailândia: ฿10.00 (preço mínimo anterior: ฿32.00)

  • Turquia: ₺0.59 (preço mínimo anterior: ₺2.00)

  • Ucrânia: ₴5.00 (preço mínimo anterior: ₴8.00)

  • Vietnã: ₫6,000  (preço mínimo anterior:₫21,000.00)

Via Release

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Mr.Death

    Muito bom, menor custo são mais jogos vendidos, oq no final tem um lucro maior!