[POLÊMICA] Jogos podem deixar de ser considerados “grátis” na Google Play

20 de julho de 2014 . Atualizado 20/07/2014

Free-Google-Play-Store-Games-578-80 [POLÊMICA] Jogos podem deixar de ser considerados "grátis" na Google Play

Após pressão de uma Comissão Europeia, Google pretende retirar a palavra “grátis” de jogos Free-to-Play e Freemium.

Os jogos grátis estão na berlinda. A Comissão Europeia de Direitos dos Consumidores tem pressionado Google e Apple por conta das compras embutidas em jogos gratuitos de ambas as lojas. O motivo são as compras realizadas principalmente por crianças, muitas vezes, sem a autorização dos pais, resultando em contas absurdas no cartão de crédito.

Não é de hoje que sabemos que muitos desenvolvedores forçam a barra com opções de compra, dentro dos jogos, totalmente absurdas. Coisas como itens dentro de um jogo custando mais de US$ 100 dólares. Para piorar a situação, muitas das empresas que criam jogos Freemium não possuem sequer um setor financeiro competente para avaliar o volume de compras quando um jogo “estoura”.

jogos-gratis-abusivos [POLÊMICA] Jogos podem deixar de ser considerados "grátis" na Google Play

Jogos gratuitos abusam com opções de compra caríssimas (Foto: Jogo Kritika / Reprodução)

O que surpreende nessa polêmica foram as soluções sugeridas pela Google para contornar esse problema. Uma delas, sugere que não seja mais utilizado o termo “Grátis” em jogos freemium e Free-to-Play.

Isso ignifica que a Google irá deixar de oferecer jogos grátis para baixar? Não! Significa apenas que ela não irá mais ser referir a esses jogos usando o termo “Grátis”. Parece algo inútil, mas que pode comprometer jogos que dependem do Top “Principais Jogos Grátis” que há na Google Play. Outra medida, será a necessidade de digitar a senha da Google Play (na realidade Google Wallet) sempre que for fazer uma compra na loja ou dentro de um jogo. Algo muito bem-vindo, e que já é usado na App Store (iOS) há bastante tempo.

Mas essas mudanças irão atingir apenas o velho continente. Segundo o site Android Police, que entrou em contato com representantes da Google nos Estados Unidos, ainda não há confirmação se essas alterações irão interferir em outras Google Play’s ao redor do mundo.

 

– “Não existe almoço grátis”

Minha opinião sobre o assunto é que muita gente confunde um jogo grátis para baixar com um jogo que é 100% gratuito. Mas pera aí? Será que existe mesmo um único jogo 100% gratuito?

Para responder essa pergunta, gosto de ilustrar a situação com uma citação de brilhante economista Milton Friedman: “There is no free lunch”, numa tradução livre: “Não existe almoço grátis”. Segundo ele, em qualquer esfera de negociação existe um custo, mesmo quando um item é oferecido de forma gratuita. Por exemplo, um benefício cedido por governo, não é algo “grátis” que o governo está oferecendo a população, mas um imposto que já foi previamente pago.

Procure qualquer jogo gratuito na Google Play ou App Store, e mesmo que você encontre um jogo 100% gratuito, sem nenhum tipo de compra embutida, verá que ele contém banners com publicidade.

facebook-and-you-pigs-450x360 [POLÊMICA] Jogos podem deixar de ser considerados "grátis" na Google Play

Este meme sobre o Facebook é um pouco mais agressivo. Se você não paga, “você não é o cliente”, “você é o produto”. (Foto: internet)

Tudo bem, mas para um outro exemplo. Vá mais fundo, nos porões de ambas as lojas, e encontre um jogo que não tenha nenhum tipo de publicidade ou compra embutida, verás que este game, supostamente 100% grátis, tem como principal objetivo servir de vitrine para os outros jogos daquela empresa. E isso, se a principal função não for justamente essa.

A questão é “não existe almoço grátis”. Não existe um jogo 100% gratuito, sem compras embutidas, publicidade, fatores limitantes ou que sirva de vitrine para outros jogos. Você sempre terá alguma monetização ou publicidade (de qualquer forma) em um jogo grátis para baixar. Existe um custo para criar conteúdo e embora muitas pessoas não decidam pagar (o que é compreensível), os pobres desenvolvedores têm que comer, ora bolas. Mas definitivamente, muitos desenvolvedores precisam ser mais éticos nas opções de compras dentro dos seus jogos.

Quanto as compras absurdas feitas por crianças usando a conta dos pais, imagino isso como a versão moderna dos anos 90 quanto muitas crianças pegavam dinheiro escondido para alugar jogos no final de semana. Uma sugestão para os pais é criar contas na Google Play para seus filhos, ou então, ir em Configurações (no app da Play Store) e marcar na opção “Requer Senha para todas as compras feitas no Google Play neste dispositivo”.

 

Via Android Police

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.