11 Jogos para Celular Java que já deveriam estar nos Smartphones

21 de Abril de 2014 . Atualizado 20/06/2014

jogos-para-celular-java-que-ja-deveria-estar-nos-smartphones 11 Jogos para Celular Java que já deveriam estar nos Smartphones

Veja 11 jogos para celulares Java, isso mesmo, aqueles antigos, que já deveriam estar nos smartphones com Android, iOS e Windows Phone. Todo dia, toneladas de jogos chegam a App Store, Google Play e em menor número a Windows Phone Store. Entretanto, há muitos bons jogos Java que ficaram no passado e deveriam já ter versão para os smartphones. Que jogos são esses? Confira a lista abaixo com onze desses jogos? Por que onze? Por que gostamos de dar um passo além.

– Critter Crunch (Capy)

Critter Crunch era um excelente jogo de puzzles para celular Java. Usamos a palavra “era” pois hoje em dia dificilmente o jogo pode ser encontrado. O jogo é fofinho, mas o seu conceito é meio nojento. O objetivo é combinar monstrinhos iguais, e para isso, o monstrinho maior deve comer e cuspir os outros monstros em seus devidos lugares. Bem nojento né? As fases são criativas e o desafio é crescente. O jogo utiliza bastante o tema “comer” em seus power-ups.Uma curiosidade, a desenvolvedora do game é a mesma de Sword & Sworcery EP, premiado jogo indie para smartphones Android e iOS.

– Castlevania (Konami)

Ao olhar o Castlevania presente na App Store, o usuário até vai sorrir. Isso mesmo, mesmo que seja baseado no clássico Symphony of the Night, Castlevania Puzzle é uma piada perto dos dois portes que os celulares Java receberam. Nada menos que Castlevania: Aria of Sorrow e Dawn of Sorrow chegaram aos celulares comum e pasmem, com versões em português. A conversão do Aria of Sorrow foi quase perfeita, enquanto a Dawn of Sorrow sofreu leves modificações. Ainda sim, dois clássicos dos jogos de Game Boy a marcar presença nos celulares Java e não nos smartphones.

– Commandos (ZED)

A série Commandos marcou uma geração no PC. O jogo de estratégia e combate tático baseado na Segunda Guerra Mundial tinha gameplay de fazer inveja a Metal Gear Solid. Pois ao invés de controlar apenas um agente, Em comandos você controlava até quatro soldados com habilidades únicas. O foco de Commandos era a jogabilidade então podia-se esperar fases complicadas e baixas recompensas. Mais um clássico que chegou nos celulares Java, mas não no Android ou iOS.

– Asphalt 2D (Gameloft)

Espera aí! Tem Asphalt sim nos smartphones. É meu amiguinho, mas em 2004 Asphalt era um dos melhores jogos inspirados em Top Gear para os celulares Java. Uma versão em 2D simples cairia muito bem como a nova proposta de games da Gameloft, baseado em jogos leves e em 2D. Asphalt em duas dimensões era, e ainda é, um jogo tremendamente divertido, pena que a maioria dos jogadores atuais sequer encostou em um celular Java.

– Soul of Darkness (Gameloft)

https://www.youtube.com/watch?v=APpYBt0JRYo

Outro jogo da Gameloft que merecia estar nos smartphones era Soul of Darkness. Inspirado em Castlevania: Symphony of the Night, o jogo era Fenomenal. Ótimos gráficos e jogabilidade de primeira. Com certeza, esse tipo de jogo da Gameloft faz falta nos dias de hoje. Onde vemos jogos 3D repetitivos e chatinhos que baixamos e desinstalamos em menos de uma semana.



Publicidade

– Castle of Magic (Gameloft)

https://www.youtube.com/watch?v=fMurWNW8w_I

Mais um jogo da Gameloft a figurar na lista. Esse sim, é um dos jogos originais da Gameloft a fazer mais falta no cenário atual de jogos para Android, iOS e Windows Phone. O game chegou a ganhar uma versão para iOS, mas essa sumiu do mapa, deixando não só os donos de iOS na mão, mas também os de outros sistemas que por ventura poderia sonham com uma versão. Castle of Magic é o típico jogo de plataforma com cenários coloridos. Mas o design de fases, chefes e personagens, tornam esse um dos melhores jogos Java da Gameloft.

Knight Tales – Land of Bitterness (DeValley)

Uma das obras-primas dos jogos para celulares Java. Knight Tales – Land of Bitterness é um jogo de ação com visão e comandos parecidos como Legend of Zelda, mas quem é gamer sênior, consegue ver que o jogo se parece mais com um antigo título do Mega Drive, Beyond Oasis. O jogo de ação e RPG tem músicas incríveis e jogabilidade viciante. Qualquer um que pegue esse jogo não consegue terminar até completar o game.

– Silent Hill (Konami)

Silent Hill já fez sua estreia nos smartphones, mas foi da forma mais errada possível. Silent Hill The Escape para iOS é um jogo esquecível de tão ruim. Nem vale a comparação com as versões dos jogos Java. Embora não sejam idêntico aos dos consoles, Silent Hill Mobile 1, 2 e 3 oferecem um desafio que mistura adventure e suspense na medida certa. As versões mobile de Silent Hill são macabras. Todas elas estiveram a venda no Brasil pelas operadores de telefonia celular, inclusive com versões em português.

– God of War (Sony)

Pensou que é fake? Fan game? Pirata? Nada disso, God of War teve sim um jogo oficial lançado para os celulares Java. Seria muito bacana ver uma conversão de God of War: Betrayal para os smartphones. O jogo foi vendido no Brasil e teve versões em português. A história é inclusive ligada aos jogos do Playstation 2 e 3. Transformando of War: Betrayal em mais uma joia perdida dos jogos de celular

– Nowhere (DeValley)

O nível de entendimento dos desenvolvedores da DeValley sobre a plataforma Java era alto. Em vez de apostar em jogos ruins de desenvolver em 3D, o estúdio apostava em excelentes jogos 2D que rodavam praticamente em qualquer aparelho. Uma dessas obras-primas é Nowhere. Um misto de suspense, terror e ficção científica. O game era um dos poucos a assustar o jogador de verdade com zumbidos e sons estranhos que invadiam o seu fone de ouvido. Um trabalho de primeira, se você analisar todas as limitações da plataforma Java.

– Heroes Lore (Hands-On Entertainmen)

Claro que não poderia faltar a obra máxima dos jogos de celular. Heroes Lore já teve uma de suas sequências convertidas para Android e iOS, mas boa parte do brilho, a chama de um dos melhores jogos de RPG dos celulares Java, foi apagada por outro concorrente desenvolvido também na Coreia de Sul, Zenonia. Heroes Lore, merecia um trato melhor nos smartphones com todas as suas versões sendo lançadas inclusive a primeira. O curioso é que o primeiro Heroes Lore é um dos clássicos supremos do celulares sem nunca ter chegado ao Brasil. O jogo veio para os celulares brasileiros graças a vários hackers e tradutores que converteram o jogo para o português.

E com Heroes Lore concluímos a nossa lista. Claro que faltaram muitos outros jogos, mas o que vale é a intenção. Outra curiosidade é o link do vídeo do Heroes Lore, que é do canal Project Next. Lembra desse forum? Direto do túnel do tempo….

Publicidade

O Gamer de Celular Original. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer. Também é retro colecionador.