Review – Shadowgun Deadzone

12 de dezembro de 2012 . Atualizado 10/01/2013
ShadowGun-DeadZone-Review Review - Shadowgun Deadzone

Shadowgun DeadZone é diversão garantida para os amantes de um bom multiplayer

Nunca vi, em um jogo de tiro para celular, smartphone ou tablet com uma campanha single alucinante, nunca vi! Até jogos genéricos do final da década de 90 conseguem passar mais emoção que títulos recentes para mobile. Ainda não temos um jogo com design inteligente de fases onde podemos explorar, coletar itens, matar um monte de gente ou “bichos” e encontrar a saída. Porém, quando o assunto é multiplayer online a coisa anda bem divertida. Shadowgun DeadZone é justamente isso, a parte divertida de um shooter moderno, catapultada para uma jogabilidade casual e viciante.

+Prós

  • Grátis
  • Gráficos e áudio
  • Diversão garantida

-Contras

  • Poucos mapas
  • partidas aleatórias

Testei o jogo em ambas as versões (iOS e Android) e ShadowGun Deadzone é extramemente divertido. Fácil de jogar, o Third Person Shooter (TPS) da Madfinger Games ficou muito bom, tanto em tablets como em smartphones. Nos primeiros dias era difícil se conectar, mas agora tudo roda muito bem e as salas de Deadzone estão sempre cheias.

 

Decisões ousadas

A primeira coisa que chama a atenção em Shadowgun DeadZone são alguma decisões tomadas pela equipe de produção do jogo. Logo de cara, nada de GameCenter. O jogo estampa uma mensagem dizendo “este jogo não suporta GameCenter” e manda o jogador para uma tela de cadastro de login. Mesmo depois de feito o login, o jogo ainda enche o usuário a todo o momento com essa mensagem. Teve gente que reclamou da necessidade de criar um login e senha, mas acho o registro apenas uma tarefa a mais, muito longe de ser um defeito do jogo.

Pensado para smartphone e tablets, Deadzone surpreende pelo design do gameplay. Digo, as partidas são rápidas, menos de 5 minutos, você só dá respawn se quiser e pode sair de qualquer partida sem perder pontos.  Isso pode parecer bizarro em um console ou PC, mas faz todo o sentido quando você joga em um smartphone.

Outra decisão ousada foi cortar toda a frescura e mostrar logo quem usa qual sistema. Ao iniciar uma partida e verificar os jogadores, você vê quem está usando iOS e quem está usando Android. Chega a ser vergonhoso nos dias atuais, termos jogos de tiro fantásticos para console e PC e não podermos jogar uns contra os outros.

ShadowGun-DeadZone-Review-2 Review - Shadowgun Deadzone

Para os fanboys um prato cheio! Quem quiser, pode matar apenas os inimigos da sua plataforma favorita

Entretanto, em DeadZone, ainda não é possível escolher ou montar uma partida. Escolhe-se apenas os modos de batalha que são Death Match e Control Zone. Em Death Match é cada um por si, enquanto em Control Zone, os times tem que dominar as áreas simbolizadas por letras no mapa. Um problema do jogo é o fato de não ser  possível escolher, as partidas são totalmente randômicas.

Uma opção chamada “Graphic Details” dentro do menu inicial do game, permite mudar a qualidade gráfica do jogo. Porém, ela parece não funcionar a contenda, pois tentei várias vezes mudar tanto para aumentar a qualidade gráfica como para reduzir e o jogo permaneceu o mesmo.

Algumas opções do menu principal ficaram meio confusas. Como Shop e Research. Onde Shop só vende chapéus, ouro e skins. Novos equipamentos, armas e perks estão disponíveis na opção Research.

 

O jogo em si

Uma das coisas que mais havia gostado em ShadowGun era os controles, O esqueminha de atirar, pular e se esconder atrás de paredes e objetos reflete muito bem os anseios dos jogadores. Tudo funciona muito bem, mas é natural que quem tem tablets precise de ajuste adicional dependendo da tela e do tamanho da sua mão os controles podem PARECER ruins, mas é só ajustar a posição de cada botão e a sensibilidade dos mesmos que tudo vai “de boa”.



Publicidade

ShadowGun-DeadZone-Review-3 Review - Shadowgun Deadzone

Não tem desculpa, os controles são ótimos! (Foto: Reprodução)

A diversão no DeathMatch é garantida! Mesmo se você for iniciante,dá pra matar fácil muitos inimigos com um nível mais avançado. Em uma partida que estava jogando, matei um cara no nível 20 e eu estava apenas no nível 3, e foi apenas uma rajadinha na cabeça. Em outros jogos como Modern Combat, por exemplo, o desequilíbrio é grande. Ponto para Madfinger games.

Com relação a mirar e atirar, essa é uma tarefa fácil em ShadowGun. Contudo tenho uma pequena reclamação com relação as granadas. Não é possível  determinar o “timing” das granadas, você aperta e segura e elas já saem, e elas demoram um bocado para explodir. E quando explodem a explosão é minúscula, mas o estrago é grande.

Não é necessário falar dos gráficos e áudio do jogo, que são de primeira. Jogar sem fones de ouvido, pode custar caro para um jogador, já que em mapas pequenos é possível ouvir as passadas dos outros jogadores de longe e determinar se estão perto ou longe.

Falando em Mapas, as fases são muito bem boladas e virar um sniper camper é quase impossível. Ao menos não no modo Deathmach. Mas no modo Zone Control qualquer sniper é denunciado por um brilho amarelo que a arma de tiro a distância do jogo emite antes de disparar, uma boa dica pra evitar esses F*#$%¨.

 

Modo Premium e “Pay to Win” fail

A Madfinger Games não tem um bom histórico quando o assunto é monetizar seus games. Depois de problemática com a versão para Android de Dead Trigger a empresa parece que não aprendeu muito bem a lição. Apesar de ser gratuito para baixar a jogar, Shadowgun DeadZone oferece vantagens para quem resolver pagar, mas o problema é o seguinte, tudo é muito confuso.

Você ganha dinheiro ao final de cada partida. Com uma conta preemium, ganha-se dobrado. Para quem quer “investir” no jogo, o ideal é comprar todo mês o pacote 2400 ouro por US$ 2,99 e sempre usá-lo para adquirir um mês de conta preemium. As outras opções onde o ouro é usado são secundários como skins e chapéus.

É preciso navegar por três menus para comprar ouro e utilizá-los para comprar uma conta preemium. O jogo poderia simplificar o processo o oferecer logo os valores em dólares em baixo dos meses. E sim, eu ainda acho ridículo alguns jogos oferecem opções de conta em torno de 100 dólares.

ShadowGun-DeadZone-Review-4 Review - Shadowgun Deadzone

Você pode assistir as partidas e ver as habilidades dos outros jogadores (Foto: Divulgação)

 

Conclusão

Gratuito para baixar e jogar e com um sistema de nivelmento entre os jogadores, às vezes falha, mas funciona em sua grande maiora, não há do que reclamar em Shadowgun DeadZone. Vale inclusive a pena, comprar uma conta preemium, se você quiser investir no jogo. Atualizações futuras podem trazes novos modos e possibilidade de montar partidas, mas o que a Madfinger Games já entregou está de bom tamanho.

Nota 8/10

 

Bonus para quem tem Android

Um recurso legal que há em Shadowgun Deadzone é o suporte a controles plugados ou via bluetooth no seu smartphone ou tablet. Veja o vídeo abaixo, onde o sujeito joga com um controle de Playstation 3.

 

 

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Matheus

    É tenso cara, saindo tanto jogo bom e eu aqui com um galaxy ace duos 🙁 , bom pelo menos eu posso jogar jogos de consoles que sempre quis ter e nunca tive (nes, snes, mega drive, gba, atari…. e outro que tive como o ps1 e master system). To de férias agora e vou tentar arrumar um trampo pra juntar uma grana e pegar um smart descente, acho que vou no xperia mini pro, que é BBB, bom, bonito e barato.

    • Guilherme

      Como é que faz o login certo no jogo

  • gerson

    quando eu vou jogar diz connectionfailed o que eu posso fazer eu nao tenho mais como jogar me ajuda

  • Gabriel

    como ke troca de arma

    • zpereira

      no mouse mesmo

  • milena

    como joga bomba ?