[Review] Battlefield: Bad Company 2 (iPhone)

10 de janeiro de 2011 . Atualizado 10/01/2011

battlefield-bad-company-2-ios-review [Review] Battlefield: Bad Company 2 (iPhone)
A versão portátil de Battlefield: Bad Company 2 foi uma das grandes decepções de 2010. Em um ano em que grandes títulos em FPS saíram, pensei que o jogo fecharia o ano com chave de ouro. Que engano. Saiba por que não é bom ter grandes expectativas sobre Battlefield para iPhone.

A apresentação do jogo empolga bastante, afinal, não é todo dia que temos um título da Dice, principalmente um Battlefield para iPhone. Os gráficos são medianos e apesar das boas texturas, ficaram com um aspecto limpo demais, algo ruim para um jogo com ambientação em uma floresta.

A história do jogo é mais esquecível que a de Black Pegasus (Gameloft) e mesmo que você esteja interessado apenas no tiroteio é aqui que a coisa desanda de vez. Os controles são os mais estranhos e inadequados que ja vi para um FPS em touchscreen. Nada funciona como deveria e nem está no lugar que deveria.

Testei todas as configurações possíveis. São três tipos de controles além da possibilidade de se alterar a velocidade da “virada”, fora isso nem o suporte ao giroscópio foi implementado. A única configuração que deixou o game jogável foi a C e ainda tenho que calibrar (e treinar) a velocidade da virada.

Depois do trauma dos controles, vamos para o tiroteio. Inconstantes e sem diversão, os tiroteios no modo single player são estragados pela dupla: “IA burra” e controles ruins. O modo multiplayer para apenas 4 jogadores e ainda mais chato. Pois se já era difícil atirar nos persongens imóveis do modo single player; no modo multiplayer vira um jogo onde ninguém acerta ninguém.

Veredito

Battlefield: Bad Company 2 é uma série conhecidíssima e renomada nos consoles de mesa. Porém no iPhone, a série foi mal adaptada. O grande culpado é o controle, mas com o resto da produção num nível abaixo da média, pouca diversão espera por você nesse jogo.

Nota: 5.0

Nome: Battlefield: Bad Company 2
Produtora: DICE / EA / Digital Ilusions
Plataforma: iPhone OS
Gênero: FPS
Versão: 1.0.0
Lançamento: Dezembro de 2010

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Dário Coutinh

    Battlefield, Mortal Kombat, será que a EA tá perdendo a mão. Estou com medo de Dead Space.

  • biruta ou R

    Fiquei animado com o Fifa e o Needdepois a EA voltou a fazer o que ela faz, porcarias movel

  • Biruta ou R

    exigir muita historia ou algo assim de um fps não é uma coisa muita justa, o que realmente se avalia em um é jogabilidade, graficos, diversão e bugs. Como secundaria vem historia, fisica…

  • Dário Coutinh

    Acho justo sim, pois existem FPS interessantes no quesito enredo. Ex: bioshock, half life e até black ops. Para smartphones, posso citar também: NOVA e brother in arms.Agora se em uma característica secundária (nos fps) como história o jogo desanda, imagine o gameplay, é horroroso.