Review do jogo Asphalt Xtreme (Android, iOS, Windows Phone)

Por Dario Coutinho

asphalt-xtreme-apk-android-ios-3

Asphalt Xtreme, finalmente um grande lançamento da Gameloft em 2016. Mas será mesmo? Com poucos cenários e muita repetição, Asphalt Xtreme não parece uma evolução em relação a Asphalt 8. Veja a análise.

Leia também:

– Bons gráficos apenas

Eu escrevi isso nas “Primeiras Impressões”, mas vou repetir. Não há nada de inovador em Asphalt Xtreme. São os mesmos gráficos de Asphalt 8, com talvez menos otimização para as tecnologias gráficas Metal e Vulkan. Diria até que o game utiliza a mesma engine do jogo anterior.

O novo título, entretanto, despertou a atenção dos jogadores, por ser muito bem otimizado para celulares fracos e medianos. Nisso, Asphalt Xtreme é nota 10. O game roda com fluidez – e em termos visuais – não há muita diferença ao rodar o jogo em smartphones midrange e os top de linha.

asphalt-xtreme-review-4

Em celulares potentes, é possível ver mais screen shaders e efeitos de blur. Porém, a contagem de polígonos é a mesma que em celulares medianos.

Há vários vídeos na internet comparando os dois jogos, mas não vi nenhum fazer uma comparação justa. Pois a maioria, ou coloca Asphalt 8 com gráficos no médio (sem Metal/Vulkan), ou coloca Asphalt Xtreme com visual máximo, mas sem apresentar screen shaders.

Os cenários do jogo são muito mais coloridos que Asphalt 8 e isso chama atenção. Há localizações que são raras nos jogos anteriores da série como fases na praia, floresta e até meio de uma geleira.

Porém, a ótima impressão inicial vai por água abaixo com os poucos cenários presentes na data de lançamento.

– Evolução? Será mesmo?

Na primeira meia hora, Asphalt Xtreme é um jogo impressionante. Os carros são muito bonitos e e as fases são cheias de rampas com terrenos variados, e que influenciam o desempenho de cada carro.

São 35 carros no total, divididos em 7 categorias: Monster Truck, Pick-ups, Muscle Car, Buggy, Carro de Rali, SUV e Caminhões. O design dos veículos é muito caprichado.

É uma grata surpresa saber que não é apenas na variação de velocidade, arrancada e dirigibilidade que os carros se diferenciam. Alguns veículos são melhores em certos terrenos e os carros monstros podem destruir obstáculos que são indestrutíveis para outros veículos.

Entretanto, depois de alguns minutos, é fácil perceber que o jogo cai em uma repetição de cenários. São centenas de corridas, mas elas acontecem em apenas 6 pistas.

Uma novidade na direção de Asphalt Xtreme, é o modo como o jogador pode liberar a nitro. Neste game, há a opção de queima mais lenta, que é ativada ao tocar na tela no momento em que o indicador vermelho estiver presente. O resultado é uma maior duração da Nitro. Mas nada muito longo. A Nitro não ajuda, por exemplo, se o seu carro estiver em um atoleiro e você estiver em um veículo pequeno.

Entre acertos e erros, fica a impressão que Asphalt Xtreme é um “skin” de Asphalt 8. Há mais saltos e a necessidade de explodir inimigos não é tão latente como no jogo anterior. Porém, faltou inovação para considerar o jogo uma verdadeira sequência.

– Modos de jogo

Os modos presentes em Asphalt Xtreme são apenas três: Carreira, Eventos e Multiplayer. Dentro de cada modo é que veremos estilos de corridas diferenciados como clássico, duelo, infecção e eliminação. Exatamente todos os modos presentes em Asphalt 8.

Dentre os modos de jogo, destaca-se imediatamente o Multiplayer, que graças a variação de tamanho dos carros, torna a jogatina muito mais interessante. Ele está disponível para até 8 jogadores. Entretanto, as corridas são muito curtas e o lobby constantemente te joga para fora. Isso acontece por haver poucos players online ou porque o jogo não sabe como reuni-los em uma mesma corrida rapidamente, vai entender.

asphalt-xtreme-review-1

No modo carreira, há duas opções: Séries e Maestria. Vamos resumir as Séries como se elas fossem o modo normal. Você vai do Novato até o nível Mestre. Já a opção Maestria é um pouco mais interessante, pois já começa a deixar as coisas um pouco mais difíceis.

Parte da empatia dos jogadores por Asphalt Xtreme vem justamente da facilidade do jogo. O começo do modo Carreira é ridiculamente fácil. Você ganha dezenas de peças de carros que podem ser utilizadas para melhorar o seu veículo. Porém, como será possível ver no item seguinte, a Gameloft exagerou um pouquinho (para não dizer muito) em como esses upgrades são elaborados e caros.

– Monetizado e online

A Gameloft tem uma política de não fazer anúncios de games de outras produtoras em seus jogos mais recentes. Por isso, Asphalt Xtreme é quase livre de anúncios. Ao jogar, vê-se apenas propagandas de itens para comprar dentro do jogo.

O sistema de micro-transações é quebrado em duas moedas virtuais: moedas douradas e fichas azuis. As moedas douradas podem ser utilizadas no upgrade dos carros e na troca de óleo. Esse último é uma desculpinha da Gameloft para não dizer que o jogo tem limitador de energia (mas tem!).

asphalt-xtreme-review-5

Contudo, o dedo do meio em direção ao jogador são as caixas de equipamentos. Esse “câncer” que começou em Modern Combat, agora está presente em literalmente qualquer jogo da empresa. As caixas funcionam como pacotes de itens. Ao invés de comprar um item específico, você compra a possibilidade de tirar esse item. E é nessa possibilidade que a Gameloft joga a progressão de Asphalt Extreme lá para o quintos dos infernos.

Vai levar literalmente uns 6 meses para “terminar” um game, que possui apenas 6 pistas. Justamente o tempo que a Gameloft precisa para adicionar mais conteúdo como, veja só, novas pistas.

Mas enfim, vale lembrar que a proposta de Asphalt Xtreme é essa, ser um jogo arcade e casual. Não é um título hardcore para imergir e tentar zerar com grande satisfação. Todavia, o fato do jogo ser apenas online e muito monetizado, deixa uma má impressão até mesmo no jogador casual.

– Conclusão

Asphalt Xtreme tem o que é necessário para ser um jogo de sucesso. Entretanto, os cenários repetitivos e a monetização gritante de elementos simples como upgrades nos carros, deixa o jogo enfadonho depois de pouco tempo. O único grande atrativo após algumas semanas jogando é o modo multiplayer.

+Prós

  • Bons Gráficos
  • Ótima trilha sonora
  • Controles simples

-Contras

  • Muita monetização
  • Poucas pistas
  • Bastante repetitivo
  • Caixas com itens aleatórios

Nota 6/10

Link para Baixar no Windows 10 (Microsoft Store)

Link para Baixar no iOS (App Store)

Link para Baixar no ANDROID (Google Play)

Desenvolvedora: Gameloft
Publicidade: Sim | Jogo Online
Contém compras embutidas: Sim
Requer Android 4.0 / iOS 8.0 / Windows Phone 8.1
Idioma: Português | Tamanho: 1.2 GB

Post Relacionados

Tags:, , , , , , ,

WordPress Author Box

Acompanha o mercado de jogos para celular desde 2001, sabe a diferença entre N-Gage 1 e 2, e já conhecia jogos de smartphones antes de iPhone e Android nascerem. Também é Retro Gamer nas horas vagas. Meu Perfil do Google+

Add me on Google+
on Google+

  • Silvio Silver

    To começando a pegar raiva desses jogos Fremium, são sempre as mesmas coisas, você baixa gratuitamente na loja, mas de gratis não tem é nada, porque para avançar no jogo, você tem que ser obrigado a usar dinheiro real de alguma forma, ainda prefiro que alguns jogos de celular sejam pagos, basta ver o exemplo do Reptide gp Renegade é pago, mas você não precisa comprar nada dentro do jogo.

    • Dario Coutinho

      O principal ponto que os jogos freemium perdem em relação aos premium é a imersão. Em jogos freemium, o controle é tirado das suas mãos diversas vezes e você é obrigado a parar de jogar. Essa quebra na diversão é o jeito do jogo dizer: quer se divertir mais.. pague?.

      Nos jogos premium, você já pagou e simplesmente joga, fica imerso no game (se ele for mesmo muito bom) e só para de jogar quando se cansa, ou termina o game.

  • Leandro The’SoulZa

    Instalei no moto g4, fui usar o ipega 9025 e a direção puxa para esquerda, sendo que no outro Asphalt não. Instalei no pc e a mesma coisa com o controle do xbox, puxa para esquerda, no outro Asphalt também não.

    Outra coisa, alguém sabe me dizer porque o Moto g4 não permite eu ligar o wi-fi e o Bluetooth ao mesmo tempo sem ficarem caiando a conexão ou desligando um sozinha?

  • Ricardo Moreira Almeida Americ

    Os caras são absurdamente malandros. ridículo o que fazem para forçar o jogador a comprar recursos, com poucas semanas de jogo e acumulando pontos para comprar mais carros o que eles fazem? Aumentam os valores dos carros… RIDÍCULO, roubada! É melhor comprar um jogo onde não se precise gastar para evoluir que cair na lenda do jogue grátis … sai muito mais caro!

  • BRplayer

    Não baixo mais esse jogo. Joguei no lançamento para ver como é e desinstalei quase que de imediato quando vi essa troca de óleo e a obrigação de melhorar o carro para avançar no jogo, perdi totalmente a vontade de jogar.