Adolescente gastou toda a poupança da família (R$ 315 mil) em jogos mobile

Uma menina de 13 anos na China gastou cerca de US$ 64.000 (cerca de R$ 315 mil) do dinheiro de seus pais em jogos para celular este ano, esgotando a conta poupança deles sem o conhecimento deles.

Imagem mostra pessoa jogando no celular usando fone de ouvido.
Vício em gastança nos jogos mobile, deve ser combatido.

 

Gong Yiwang descobriu sobre a farra de gastos no final de maio, depois de receber uma ligação de um professor da escola interna de sua filha, que estava preocupado com o vício da criança em jogos free to play, de acordo com o Elephant News, um canal de TV regional na província de Henan.

Quando Gong verificou sua conta bancária, percebeu que ela tinha apenas sete centavos de saldo.

Publicidade

Como a menina torrou mais de R$ 315 mil reais?

Mais tarde, ela descobriu que, de janeiro a maio, sua filha havia gasto cerca de US$ 16.800 (cerca de R$ 82 mil) comprando contas de jogos e quase US$ 30 mil (cerca de R$ 147 mil) em compras dentro do jogo, segundo o Elephant News.

A menina também transferiu dinheiro para pelo menos 10 colegas de classe que queriam comprar produtos de jogos para si mesmos, elevando o custo total da farra da criança para algo em torno de R$ 315 mil reais.

“Eu nunca pensei que uma menina de 13 anos pudesse fazer isso”, disse Gong ao Elephant News. “Estou atordoada; minha cabeça parece que vai explodir.”

Chorando enquanto falava, a filha de Gong disse ao Elephant News que havia vinculado o cartão de débito da mãe ao seu celular, mas não sabia de onde vinha o dinheiro nem quanto estava gastando. Ela disse que se lembrava de sua mãe ter lhe dito a senha da conta em uma ocasião anterior em que ela pediu para comprar algo diferente.

Ela disse que seus amigos da escola perceberam seu novo poder de gasto e a importunavam por dinheiro.

“Se eu não mandasse para eles, eles me incomodariam o dia todo. Se eu contasse para a professora, eu tinha medo de que ela contasse para meus pais e que meus pais ficassem brabos”, disse ela ao Elephant News.

Ela também apagou registros de conversas e transações para esconder os pagamentos de seus pais, segundo o veículo.

Gong disse que entrou em contato com várias plataformas de pagamento para solicitar reembolsos, mas ainda não conseguiu recuperar todas as perdas do valor total.

A história dos hábitos de gastos da menina se tornou viral na China no final de maio, recebendo mais de 140 milhões de visualizações no Weibo, a versão chinesa do Twitter, segundo dados vistos pelo Insider.

O vício em jogos entre os jovens na China é tão prevalente que o país impôs restrições na internet para adolescentes e crianças. Os adolescentes do país não devem jogar videogames por mais de três horas por semana, uma meta para a qual o governo chinês disse estar progredindo constantemente.

Vale lembrar que na China, lootboxes (pacotinhos, roletas e etc) são proibidas nos jogos eletrônicos, o que poderia ter tornado o gasto ainda maior.

Fonte: Insider

    by
  • Redação

    Quer colaborar? Envie sua dica para o e-mail: [email protected] Não se preocupe, não precisa ser um expert,basta ser apaixonado pelo assunto. Que assunto? Os nossos amados jogos para celular.

Google News