O iPad NÃO é perfeito para jogar!

28 de outubro de 2011 . Atualizado 15/06/2012
6a00e3982444028833013486adf885970c-500wi O iPad NÃO é perfeito para jogar!Fanboys, GTFO!

Desde o lançamento do primeiro iPad, muita gente cravou que ele seria a nova plataforma de games. E depois do iPad 2 ser anunciado esse ano, a “teoria” ganhour força mais ainda. Mas será mesmo que o iPad é uma plataforma perfeita para jogos a ponto de desbancar os consoles de mesa?

O iPad é um tablet vanguardista e avançado, como muitos dizem: “é uma janela para o futuro”. Mas vamos por logo as cartas na mesa e falar a verdade. Mesmo que seja perfeito para acessar web, ver vídeos, usar alguns aplicativos e alguns games de jogabilidade direcionada a touchscreen e gráficos poderosos. A verdade é que ele passa longe de ser uma plataforma perfeita para jogos. O defeito? Muitos!

Mas Dário, o blog é sobre mobilidade, seria bom puxar a sardinha… Não! Gostei muito do iPad em usos que vão desde aplicativos de música, navegação web, Jogos casuais, RTS e adventures, mas em certos jogos a utilização do aparelho é irritante.Veja a lista de reclamações em relação ao gadget mais cobiçado desse ano.

scaled.php?server=13&filename=flameshield O iPad NÃO é perfeito para jogar!


1º – Largura

Apesar da grande tela e dos controles e HUDs ficarem bem posicionados, facilitando a visão, a vantagem se torna desvantagem em jogos como FPS ou TPS. O iPad nunca foi especificamente construído para esse tipo de jogo, por isso em vários jogos desses estilos, o iPad parece muito largo e em algumas situações, como movimentar a câmera, você precisa deslocar sua mão tirando os dedos de perto do botão de gatilho e isso, por exemplo, pode ser fatal em um multiplayer.

2º – Peso

Mesmo o iPad 2 pesa mais de meio quilo (604g), e segurar um durante mais de uma hora de jogo pode ser um bom exercício ou causar LER em quem for realmente viciado. Nesse ponto os irmãos menores que pesam cerca de 100g ganham. Uma dica? Jogue com o tablet apoiado em alguma coisa.

3º – Liso

Esse é um problema recorrente na Apple, o iPad (principalmente o 2) é muito escorregadio. Um Joystick de PS3 por exemplo, só sai de sua mão por advento de alguém que não goste dele (rs). Mas experimente segurar um iPad por um longo período e aliado ao problema de peso, você perceberá que o lugar dele é em uma mesa ou no colo (o que limita o movimento das mãos). Emprestar para pessoas descuidadas então… só depois de comprar uma case.

4º – Calor

Sem case e rodando jogos pesados como Infinity Blade e Modern Combat 3, o iPad esquenta a ponto de incomodar. Sei que muita gente vai dizer que não, mas um Nintendo DS ou um PSP nunca esquentou na minha mão.

Conclusão

É comum jogadores casuais que jogam menos de 5 minutos por dia caírem na armadilha de pensar no iPad como um substituto para os consoles ou portáteis. Mas quem joga longas horas sabe que até um smartphone ganha do iPad no quesito comodidade na hora de jogar.

O iPad não foi feito para longas horas de jogatina, apesar de muitos jogos que usam e abusam da tela touch passarem essa impressão. Se um controle de PS3 fosse quadradão, pesasse 600g e esquentasse muito, iria chover reclamação. É claro que algumas pessoas que foram infectadas por um vírus (fanboysmo) vão dizer que o aparelho não tem defeito e seu uso como videogame é perfeito! Mas mesmo sendo o Gadget mais adorado e idolatrado desse ano, foi fácil notar alguns defeitos para alguns usos (e games) específicos (atentai bem).

Publicidade

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.