Clones de Flappy Bird começam a ser rejeitados por Apple e Google

17 de Fevereiro de 2014 . Atualizado 18/02/2014

flappybird Clones de Flappy Bird começam a ser rejeitados por Apple e Google

Quem assiste ou lê Walking Dead conhece o “efeito manada”. Esse efeito consiste no fato de que, se você faz barulho, os zumbis que ouvirem irão em direção a ele e atrairão os outros ao seu redor. Isso gera uma reação em cadeia fazendo com que grupos menores se usam a eles no caminho assim seja formanda uma verdadeira multidão de mortos vivos.

Com os humanos não infectados do mundo real é exatamente a mesma coisa e Flappy Bird é a prova definitiva disso. As pessoas veem um game sendo jogado por todo mundo e sentem necessidade de jogar também para não ficar de fora. Não importa que seja um endless runner como tantos outros e não importa que seja um joguinho tosco, os zumbis vão seguir a manada.

Flappy Bird já era. Ele já foi excluído da App Store, da Google Play, muita gente já enjoou de jogar e ostentantar highscores no facebook já não tem mais tanta graça para quem ainda joga, mas mesmo assim esse fenômeno está longe de acabar. A lacuna deixada por ele vem sendo preenchida com uma verdadeira avalanche de clones que parecem estar agradando aos usuários, afinal, eles seguem entre os mais baixados nas stores. Mas essa insanidade já saiu de controle a um ponto que esgotou a paciência da Google e da Apple.

flappybirdclones Clones de Flappy Bird começam a ser rejeitados por Apple e Google

A App Store e a Google Play tomaram uma medida radical para por um fim nisso: impedir o lançamento de clones de Flappy Bird vetando apps que tenham “FLAPPY” no nome. A justificativa da Apple é que esses clones violam a regra 22.2 da App Store que proibe apps que “contenham representações falsas, fraudulentas ou que induzam ao erro”. Já a Google justifica o bloqueio alegando ter recebido denuncias de malwares usando esse nome para atrair os usuários.

Já passou da hora dos jogadores seguirem em frente e principalmente desses desenvolvedores tomarem vergonha na cara e trabalharem em jogos que prestem em vez de clones toscos para pegar as migalhas deixadas por uma modinha passageira.

Publicidade

Quer colaborar? Envie sua dica para o e-mail: dicas[arroba]mobilegamer.com.br.
Não se preocupe, não precisa ser um expert,basta ser apaixonado pelo assunto. Que assunto? Nossos amados jogos para celular.