Depois de Nintendo e Level-5, Sony é a próxima a investir pesado em jogos mobile

5 de setembro de 2016

sony-games-exclusivos-android-ios Depois de Nintendo e Level-5, Sony é a próxima a investir pesado em jogos mobile

Depois do sucesso de Pokémon GO, a Sony pretende reinvestir em jogos mobile. O sucesso do game da Nintendo/The Pokémon Company, e do crescimento exponencial do mercado de jogos mobile no Japão, parece ter aberto os olhos de Kazuo Hirai, Presidente da Sony.

Os jogos mobile são algo que vamos entrar de forma agressiva. É uma grande mudança do foco exclusivo nas consoles para também estarmos nos smartphones,” disse Hirai, ao Financial Times durante o evento IFA na Alemanha. “Pokémon Go mudou as coisas. Estou muito impressionado com o fato de ter potencial para mudar a forma como as pessoas se movem.”
“Os games mobile são uma parte muito importante do mercado Japonês e assim sendo, criamos uma nova subsidiária completamente dedicada ao mobile. Vão começar a apresentar títulos,” disse Hirai.

Leia também:

Como visto na colagem de links acima, nem precisamos comentar que a Sony perdeu completamente a janela de oportunidade para se destacar como pioneira no mercado. A fabricante de consoles, que também fabrica smartphones, errou feio no passado, com estratégias tímidas e falta de fé no mercado mobile. Do mito Xperia Play, ao desastre da plataforma Playstation Mobile, a Sony tem um longo caminho para se tornar relevante novamente no agora lucrativo ramo de jogos de celular.

Quem sabe um God of War exclusivo para Android e iOS, ajude a melhorar as coisas.

Via Pocketgamer.biz

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Alex Sander

    Ate q enfim Sony só falta a konami agora 🙂

    • Alex Sander

      Konami disse q ia focar no mobile tbm e nada ate agora :/

      • Elton Lima Gonzaga

        e eu aqui esperando a eterna promessa de já duas gerações atrás de ver a frostbite mobile engine funcionando… muita conversa e pouca ação da nisso: gameloft, madfinger, Niantic, vivid games, EA, entre outras, correram por fora em um caminho sólido e público gamer cativo de milhões e milhões