Análise de Clash Royale (Android e iOS)

9 de março de 2016

ClashRoyale-android-ios-review Análise de Clash Royale (Android e iOS)

Com Clash Royale, a Supercell consegue emplacar mais um megasucesso nos celulares. O game de estratégia e cardgame, lançado há poucos dias, já é disparado o app mais baixado tanto no Android, como no iOS. Mas assim como em Clash of Clans, a experiência casual caminha lado a lado com elementos freemium limitantes. Será que Clash Royale é realmente muito bom, ou simplesmente nós aceitamos quando um jogo te diz: “pague ou pare de jogar”. Confira a nossa análise!

– Um novo Clash

Clash Royale, não é um game original. Você não pode afirmar que a Supercell foi genial ao unir estratégia e cardgame. Afinal, isso já havia sido feito antes por diversos games. Virou uma certa tendência da atualidade, que é abordada em games como Duelyst, um dos hits do site de streamers Twitch.tv.

smash-land-ios Análise de Clash Royale (Android e iOS)

Smash Land é um jogo cancelado da Supercell que serviu de base para Clash Royale.

A própria Supercell já estava com o projeto de um game quase idêntico há anos na gaveta. A faísca de genialidade foi utilizar os personagens carismáticos do game Clash of Clans. A rebatização do jogo como uma sequência pseudo-espeiritual deu certo. O game atraiu principalmente a gigantesca comunidade ativa de CoC.

– Fácil e viciante

De todos os jogos lançados pela Supercell, Clash Royale é de longe o mais simples. Comparado com outros jogos do seu gênero então, ele passa a quilômetros da complexidade de cardgames como Hearthstone.

Dois jogadores disputam uma batalha em tempo real, onde suas tropas, feitiços e instalações são representados por cartas em um deck de apenas 8 cartas. Os jogadores precisam lançar suas tropas em campo para destruir três estruturas inimigas, duas torres e o castelo.

clashRoyale-jogabilidade-android-ios Análise de Clash Royale (Android e iOS)

As tropas se movem automaticamente, mas sempre em um padrão ordenado e previsível, o que permite construir algumas táticas. Ambos os jogadores pode ir diretamente para o castelo inimigo. Entretanto, suas tropas serão facilmente alvejadas pelas torres.

As torres, e o castelo possuem personagens que atacam que chegar perto. Assim como em jogos de MOBA, o jogador pode usar a torre e suas tropas para dizimar o exército inimigo. Entretanto, ficar sempre na defensiva não é um bom caminho para vitória.

Para lançar as cartas, o jogador precisa esperar um medidor de elixir. É preciso montar um deck que “curve” bem, para não ficar sem elixir durante o combate.

A estratégia está em responder ataques inimigos e realizar a sua ofensiva de modo que o inimigo não possa responder à altura. Uma boa tática é esperar o ataque inimigo e usar tropas que anulem completamente a investida do oponente.

ClashRoyale-ouro-gemas-android-ios Análise de Clash Royale (Android e iOS)

Ao vencer o jogador recebe baús com cartas, ouro e gemas. Com cartas repetidas, o jogador pode evoluir suas tropas, adicionando mais vida e poder de ataque. Ao fazer isso, o jogador também ganha pontos de experiência que permitem evoluir de nível.

É um game com visual bonito, fofinho, com músicas muito bem encaixadas e menus rápidos. São apenas 5. O menu de batalha, o da loja, decks, o do seu clã e um menu chama TV Royale, onde é possível assistir partidas dos melhores jogadores de Clash Royale.

– Monetização é o forte do jogo

Não é necessariamente o nível de experiência que determina suas cartas, e sim as arenas e uma boa dose de sorte. A cada arena, novas cartas são desbloqueadas e podem aparecer no baú. Infelizmente, há níveis de raridade e algumas cartas não aparecem facilmente.

Isso seria bom, se o sistema do jogo não possuísse um grande problema, o desbalanceamento. As escolhas das partidas não são baseadas no deck de cada jogador (como em Hearthstone), mas apenas no nível de XP e da Arena, o que permite que algumas partidas sejam ridiculamente desbalanceadas.

Se você não possuir certas cartas, você não tem a menor chance. Por exemplo, não ter o exército de esqueletos e dragões, significa perder partidas, mesmo que o outro jogador jogue muito mal. Ao subir precocemente de arena, o jogador irá encarar decks muito melhores e mais evoluídos e irá amargar várias derrotas seguidas.

ClashRoyale-jogabilidade-2-android-ios Análise de Clash Royale (Android e iOS)

A monetização é exagerada como em todos os jogos da Supercell

Caso você jogue uma partida além do que é “permitido” pelo game, o sistema de balanceamento altamente escroto, leva você diretamente para um partida contra um jogador com um nível de XP mais alto e com quase todas as cartas com níveis maiores que as suas. Ou seja, o game praticamente te pune se você quiser jogar mais.

Isso demonstra o PIOR DEFEITO do jogo, ser Pay to Win! Ou seja, não ganha quem faz as melhores jogadas, ganha quem evoluir o deck mais rápido, e para isso é preciso ter gemas e ouro em grande quantidades para abrir os baús rapidamente.

É algo na contramão da filosofia de Clash of Clans. Em CoC, as guerras são muito equilibradas e é preciso um bom domínio das jogadas para conseguir a vitória. Um bom layout pode derrotar até as tropas mais poderosas.

– Os mesmos problemas de sempre

Ironicamente, Clash Royale possui o mesmo sistema de combates desbalanceados de Clash of Clans. Se lá haviam as ligas, aqui temos as arenas. Porém, Clash Royale possui algo extremamente negativo, a impossibilidade de “farmar”.

Em outros jogos de cartas e estratégia, se o jogador for muito bom, é possível farmar bastante itens e comprar muitos decks. Porém, Clash Royale “capa” sua própria jogabilidade de modo extremamente negativo. Como? Limitando a abertura de baús. Em alguns casos, o jogador pode esperar até 32 horas para abrir todos os baús.

O jogo praticamente te diz: “Olha você já encheu a lista de baús, gaste muito dinheiro ou pare de jogar”. Quem ver isso como qualidade, seria um péssimo gamer ou entenderia muito pouco do assunto.

Como se não bastante, a produtora não zerou a conta dos jogadores que estavam jogando no Soft Launch. Ou seja, o Clash Royale está bastante desleal para quem vai começar a jogar. Pois muitos jogadores já estão em níveis altíssimos.

– Conclusão

Jogabilidade capada (visando o lucro rápido) e a mancada no lançamento, derrubaram a nota de Clash Royale na nossa avaliação. O game resume-se a poucas interações por dia, o que não é ruim, mas do jeito que está, Clash Royale não faz jus – ainda – ao sucesso de Clash of Clans.

+Prós

  • Fácil de jogar
  • Mecânica de jogo viciante
  • Design de produção afinado

-Contras

  • Sistema de ranqueamento desbalanceado
  • Muita monetização
  • Limitadores de jogabilidade
  • Ausência de outros modos com recompensas

Com Clash Royale, a Supercell consegue emplacar mais um megasucesso nos celulares. O game de estratégia e cardgame, lançado há poucos dias, já é disparado o app mais baixado tanto no Android, como no iOS. Mas assim como em Clash of Clans, a experiência casual caminha lado a lado com elementos freemium limitantes. Será que Clash Royale é realmente muito bom, ou simplesmente nós aceitamos quando um jogo te diz: "pague ou pare de jogar". Confira a nossa análise! - Um novo Clash Clash Royale, não é um game original. Você não pode afirmar que a Supercell foi genial ao unir estratégia e cardgame. Afinal, isso já havia sido feito antes por diversos games. Virou uma certa tendência da atualidade, que é abordada em games como Duelyst, um dos hits do site de streamers Twitch.tv. [caption id="attachment_37710" align="aligncenter" width="638"] Smash Land é um jogo cancelado da Supercell que serviu de base para Clash Royale.[/caption] A própria Supercell já estava com o projeto de um game quase idêntico há anos na gaveta. A faísca de genialidade foi utilizar os personagens carismáticos do game Clash of Clans. A rebatização do jogo como uma sequência pseudo-espeiritual deu certo. O game atraiu principalmente a gigantesca comunidade ativa de CoC. - Fácil e viciante De todos os jogos lançados pela Supercell, Clash Royale é de longe o mais simples. Comparado com outros jogos do seu gênero então, ele passa a quilômetros da complexidade de cardgames como Hearthstone. Dois jogadores disputam uma batalha em tempo real, onde suas tropas, feitiços e instalações são representados por cartas em um deck de apenas 8 cartas. Os jogadores precisam lançar suas tropas em campo para destruir três estruturas inimigas, duas torres e o castelo. As tropas se movem automaticamente, mas sempre em um padrão ordenado e previsível, o que permite construir algumas táticas. Ambos os jogadores pode ir diretamente para o castelo inimigo. Entretanto, suas tropas serão facilmente alvejadas pelas torres. As torres, e o castelo possuem personagens que atacam que chegar perto. Assim como em jogos de MOBA, o jogador pode usar a torre e suas tropas para dizimar o exército inimigo. Entretanto, ficar sempre na defensiva não é um bom caminho para vitória. Para lançar as cartas, o jogador precisa esperar um medidor de elixir. É preciso montar um deck que “curve” bem, para não ficar sem elixir durante o combate. A estratégia está em responder ataques inimigos e realizar a sua ofensiva de modo que o inimigo não possa responder à altura. Uma boa tática é esperar o ataque inimigo e usar tropas que anulem completamente a investida do oponente. Ao vencer o jogador recebe baús com cartas, ouro e gemas. Com cartas repetidas, o jogador pode evoluir suas tropas, adicionando mais vida e poder de ataque. Ao fazer isso, o jogador também ganha pontos de experiência que permitem evoluir de nível. É um game com visual bonito, fofinho, com músicas muito bem encaixadas e menus rápidos. São apenas 5. O menu de batalha, o da…

6

Bom!

Veredito Final

Clash Royale é um jogo muito bom, mas o foco na monetização e em limitadores de jogabilidade (baús) comprometeram a nota do jogo.

Jogabilidade

5

Gráficos

7

Som

7

Diversão

5

6

Mestre na arte oculta dos joguinhos de bolso. Passou por várias gerações (Java, Symbian, N-Gage). É o criador e idealizador do Mobile Gamer.

  • Shadow of Colossus

    excelente análise Dario
    joguei por ontem o jogo, realmente fácil e viciante
    mas acho que oque não me agradou que foi como comentado na arena
    a sistema de duelo, você tem a chance de pegar um cara com um deck mil vezes melhor que o seu, as batalhas muitas vezes não é balanceada.

  • Shadow of Colossus

    EDITADO – acabou saindo 2 vezes o mesmo comentário**

  • Anonymus

    Mais um caça níquel da SuperCell e infelizmente vão ter jogadores que vão gastar fortunas em um jogo desses não consegui ficar uma semana com esse APP e exclui tempos de espera ridículos e só pode abrir um baú por vez o que te faz ficar alguns dias sem jogar

    • Dario Coutinho

      O modo ranqueado de Clash Royale é ridículo! Nunca enfrento alguém com um nível inferior ao meu, apenas caras no nível acima ou com cartas com níveis maiores. Pra piorar não tenho cartas como Exército de Esqueletos ou Dragão.

      Resumindo, quem paga ganha muito fácil, mesmo se jogar muito, mas muito mal. O mesmo não pode ser dito de outros jogos balanceados como Hearthstone e Duelyst.

      • Raaafael

        Cara, se você enfrenta pessoas de nível maior, significa que você com sua habilidade estava ganhando muito fácil de pessoas do mesmo nível, o sistema ranqueado é simples: Está ganhando? Fica mais difícil, Está perdendo? Fica mais fácil.

        É óbvio que você não vai conseguir sair subindo sem parar, muito menos ficar entre os melhores do jogo em 2 semanas. Aprendam, os jogos da supercell tem como base paciência e evolução.Vá perdendo e ganhando partidas até que suas cartas estejam melhores, acredite, com paciência você acaba subindo.

  • MARCOS MONTEIRO

    Perfeita a análise.. Se não desembolsar dinheiro real, não evolui no jogo.

  • Marcos Aloha

    Análise perfeita.. Estava conversando sobre isso com uma amiga ontem, se não desembolsar dinheiro real é muito difícil evoluir no jogo.

  • João Victor Cardoso

    Análise perfeita Dario os defeitos do jogo são poucos mas são grandes e vc apontou eles muito bem 😎

  • Caio Gabi

    Sei que não tem nada a ver com o jogo em questão, mas façam uma análise do novo lego batman por favor.

    • mobilegamerbr

      Tá na agenda a do Beyond Gotham o DC Super Heroes cometemos a gafe de ainda não ter comprado…rs.

  • Whit3

    eu me divirto com esse game, mas realmente ele é pay to win!

    • Raaafael

      O importante não é ganhar, é jogar, se divertir, quem gasta dinheiro ou fica se doendo por ter gente em posições melhores quer competir, não aproveitar o jogo.

  • STV

    Concordo com quase tudo que o Dario falou, só não concordo sobre você precisar gastar dinheiro para avançar no jogo, da pra avançar no jogo sem gastar dinheiro sim só vai demorar mais tempo mais dá, e a estrategia conta muito não é só ter as melhores cartas não, eu já ganhei de muitos deck que muitos ia achar impossível de se ganhar, mais com paciência e saber usar as cartas certas na hora certa consegui ganhar, e muitos jogos ganhei de jogadores com 3 a 4 level+ de diferença do meu. atualmente estou na arena 5 tá tenso mais não vou desistir! ^^ SuperCell sempre foi mercenária, e no Clash of Clans é bem pior, vai evoluir um Rei Barbaro uma Rainha Arqueira sem gastar dinheiro pra você ver quantos anos você vai ter que jogar esse jogo, torno a dizer Anos e Anos vai demorar, os baús demora em torno de 3-8-12-32 horas Clash of Clans tem atualização que demora mais de 7 dias, ah Clash Royale não pode ficar farmando, Clash of Clans você fica o dia todo farmando fecha o jogo pra ir no banheiro volta abre o aplicativo e já tomou um ataque e perdeu tudo que você ficou o dia inteiro juntando, pra mim Clash Royale perto de Clash of Clans tá bem mais suave!

    • mobilegamerbr

      Muitas cartas do jogo são “Win Condition” no meta atual. Por exemplo: Bebê Dragão, Corredor e Exército de Esqueletos. Quem não tiver essas cartas vai sofrer.

      No CoC, as guerras são mais ou menos balanceadas, o que exige bastante do jogador. Mesmo quem tem vantagem em tropas, qualquer vacilo é duas ou uma estrela, e isso já prejudica o time.

      No modo multiplayer normal de CoC, o balanceamento ocorria na hora de farmar. Para alguém com nível alto, farmar um vila fraca é até prejuízo.

      Nossa grande reclamação é o modo de Ligas do Clash Royale. Em muitas situações, o jogador fica preso em uma Liga, enfrentando vários jogadores com níveis acima. Há muitos jogadores que estão perdendo de propósito para aproveitar e detonar os noobs nas ligas menores. No caso, quem tem nível mais alto, tem torres com mais HP, o que por si só, já é completamente injusto.

      • Raaafael

        Em que arena exército de esqueletos é tão necessário? Estou na 4, e ainda não senti falta, até por custar 4 de elixir e ser facilmente counterada por dano em área.

        Com boas estratégias é sim possível combater oponentes de até 3 nvls acima, e conseguir se manter e pegar baús em uma liga com pessoas de nvl maior que o seu já garante um desenvolvimento mais rápido.

        Assim como clash of clans, o legal do jogo é justamente o desenvolvimento e evolução no jogo, e não estar sempre no topo do ranking. Dá muito bem pra se divertir sem pagar. Se você quer levar o jogo de uma forma mais séria e competitiva, a escolha é sua, mas saiba que sempre vai ter gente mais fissurada que você, investindo seu dinheiro e até 12h+ de seu dia pelo jogo.

        Sobre a demora na abertura dos baús, quero dizer que acho isso maravilhoso, pois dá um descanso para quem joga casualmente por diversão, é horrível aqueles jogos em que você não pode fazer mais nada da vida, porque se não é deixado pra trás por qualquer viciado de plantão que começou a jogar a 3 dias mas desde então não faz nada da vida além de parasitar na frente do jogo..

        Vlw

  • Rafael Bueno

    detestei esse jogo

  • Nicholas Melo

    Concordo com a análise, eu jogava esse jogo e tava na arena 4 e jogava varias seguidas, mesmo com raiva de n ganhar mais baús, mas quando eu finalmente ia avançar de arena, vinha um cara totalmente mais forte do que eu e eu perdia. Era como se jogo me dissesse: “Vai ficar na arena 4, seu lixo”. Além disso, ganhar as cartas épicas é muito raro, mesmo com um bau dourado e esperando 8 horas pra ele abrir só ganhava cartas que eu não usava e sempre a quantidade mínima das cartas “raras”.

  • Douglas Orbaneça

    Salve galera !

    Assistam essa batalha: 1º vitória contra um level 11 … Espero que curtam 🙂

    https://www.youtube.com/watch?v=tOEo8No7BhQ